Geral

Marquês de Sapucaí transforma avenida em salão de festa e celebra seus 30 anos

Fonte: Da assessoria PMC em 13 de Fevereiro de 2018

Divulgação

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente Marquês de Sapucaí celebrou seus 30 anos de carnaval. Segunda agremiação da noite, a Marquês prestou homenagem ao su seu fundador, Vanderlei dos Santos cantando o enredo "Bodas de Pérola, a Marquês de Sapucaí comemora 30 anos de carnaval". Desde 1988, a escola anima os carnavais corumbaenses, levando folia, brilho e alegria ao público.

A Comissão de Frente, com a fantasia ‘O que é que a Baiana tem?' fez referência ao primeiro enredo da escola no já distante ano de 1988. Retratou um grande ícone do carnaval Carmem Miranda acompanhada de 09 sambistas, exaltando a brasilidade da mulher que por vários anos representou o carnaval brasileiro. Os 10 ritmistas, coreografados por Jô Diuary Rondon, utilizaram elementos cênicos em sua apresentação.

Carro abre-alas ‘Alô, Alô Carnaval' homenageou os grandes bailes de carnaval, representados por figuras emblemáticas como o Rei Momo, a Colombina, o Pierrô, o Arlequim e os Arautos que anunciam a chegada dessa festa popular.

Bateria do mestre Luciano Velasques, com seus 70 ritmistas, representaram os Guerreiros de Oyá, guardiões da tribo de Iansã que levam o ritmo, a melodia e a cadência ao coração da escola. Rainha de Bateria, Ariadne Barros, simbolizou a ‘Candance de Iansã'. Desfile trouxe ala "Enquanto o Mundo Gira, a Gente se Vira", que abordou a Educação e os valores da Inclusão Social.

Alegoria "Gran Circo Sapucaí, o Fantástico Mundo Circense" apresentou o universo mágico do circo. Na frente do carro desfilou uma trupe de artistas circenses caracterizados de acrobatas, malabaristas e palhaço na perna de pau.

Ala das Baianas veio com representação "Os Quatro Elementos: Água, Terra, Fogo e Ar". Antigos filósofos da natureza acreditavam que esses eram os elementos básicos na constituição da matéria. Sequência do desfile abordou o Amor Universal em todos os aspectos, trazendo como referência o Amor de Maria, a Mãe de todas as Mães, prestando homenagem a Senhora Julieta Marinho.

Terceiro carro alegórico retratou "Oyá - Senhora dos Ventos, Raios e Tempestades". Logo na sequência da alegoria, escola trouxe alas homenageando Dona Cacilda - Mãe de Santo, figura emblemática e conhecida por seu centro de terreiro de umbanda em solo pantaneiro, atraindo milhares de turistas, simpatizantes e frequentadores da religião afro-brasileira -; o deus grego Apolo; costumes do povo oriental e o empresário Luiz Martins e Família.

Desfile encerrou com ala "30 Anos de Marquês de Sapucaí" e carro alegórico "Bodas de Pérola: Tributo em Comemoração aos 30 anos de Carnaval da Marquês de Sapucaí". Carro teve como destaque Vanderley dos Santos, fundador e carnavalesco da agremiação. Alegoria trouxe o símbolo maior, a Apoteose da Marquês de Sapucaí.

Ficha Técnica
Presidente: Odeti Brincker
Carnavalesco: Edilson de Oliveira
Diretor de Carnaval: Marcelo
Enredo: "Bodas de Pérola, a Marquês de Sapucaí comemora 30 anos de carnaval"
Autores do Samba-Enredo: Pedro Castro e Victor Raphael
Mestre de Bateria: Luciano Velasques
Ritmistas: 70
Rainha da Bateria: Ariadne Barros
Alas: 15
Componentes: 700
Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Márcio e Tati Brasil
Carros Alegóricos: 05
Fundação: 29/02/1988