FADEL TAJHER IUNES

Por CARLOS BOBADILLA GARCIA

De joelhos profundamente emocionado agradeço a Deus Pai, a nosso Senhor Jesus Cristo e a Nossa Senhora, a Virgem Maria, por terem colocado em meu caminho o inesquecível Fadel Tajher Iunes.

Filho dos saudosos Tajher Iunes, imigrante sírio, mais conhecido como José Batista e Josephina Ismael Iunes, proprietários da respeitada casa "A Barateira", na rua Delamare esquina de Major Gama, em Corumbá.

Irmão dos saudosos Aziss Tajher Iunes e Anice Iunes Bobadilla Garcia e de Iunes Tajher Iunes e Iussef Tajher Iunes, estes testemunhas vivas desta narrativa.

Como inigualável colega na combativa advocacia com escritório na rua 15 de Novembro,171, na linda cidade branca, com Iussef e comigo, seu cunhado, como respeitado e operoso morador da "Casa de Rui Barbosa- o coração da liberdade"; nos ministérios públicos de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, a "Casa de Manoel Ferraz de Campos Sales", seu patrono; como meu eterno e saudoso amigo, como meu  parceiro e meu orientador, conviver com ele por muitos anos foi um bálsamo para meu espírito, sinto-me honrado e enobrecido em usar deste sagrado espaço para falar um pouco deste patriota, Fadel Tajher Iunes.

Com sua simplicidade altiva, com afabilidade, com invejável educação, orientador emérito e conciliador por excelência, companheiro de todas as horas, um visionário na advocacia e no Ministério Público brasileiro, na sua vida familiar, na vivência social, no Rotary Clube, no Grande Oriente do Brasil (por informações colhidas), em associações das forças armadas, no convívio diário dos amigos, Fadel Tajher Iunes, um extraordinário homem público, foi um cidadão a frente do seu tempo.

Um diplomata, um pacificador, um cavalheiro, um homem bom, um querido filho, um esposo amoroso, um cativante pai e um queridíssimo avô.

Inesquecível amigo, sempre solícito jamais ouvi Fadel dizer não, pois esta expressão inexistia no seu rico vocabulário.

Lembro-me, como se hoje fosse, Fadel como defensor público por muitos anos em Corumbá encaminhando soluções com carinho, com respeito, com dedicação, com competência e com amor pendências judicias em defesa dos direitos dos mais necessitados e carentes.

Eis aqui uma linda e inesquecível passagem da vida de Fadel.             

Seu dignificante exemplo frutificou com o amor conjugal de sua amada companheira e esposa estremada por mais de 56 anos, esta admirável e respeitável mulher, Kaly Terezinha Iunes.

Frutificou sim através de seus amados filhos Fadel Tajher Iunes Junior, José Tajher Iunes, Tajher Iunes Neto e Maria Tereza Zaruf Iunes.

Frutificou também pelo amor de Maria Aparecida de Carvalho Iunes, de Cristiane Massafera Iunes, de Elizabeth Rosolen e de Eliane Ferraz Iunes, nas pessoas dos queridos Fadel Neto, Gabriela Aparecida e Isabela; de Thiago, Gustavo e Lucas; de Leonardo e Bruna; e de Gabriel. 

Queridos amigos, o saudoso Fadel está apenas do outro lado do caminho, pois como nos ensina Santo Agostinho, dois são os caminhos: o caminho das criaturas e o caminho do criador.

Nós outros estamos no caminho das criaturas, e Fadel no caminho do criador.

Fadel mudou apenas de caminho.

Oremos sempre por ele.

E lembremo-nos dele como ele sempre foi: um homem bom irradiando carinho, respeito, fraternidade e amor.

Rezo para que o Espírito Santo ilumine seu caminho no paraíso.