Tenha um bom Currículo

Por *Fabio Pexe

O currículo é uma ferramenta fundamental para sua divulgação profissional. É através dele que a empresa toma conhecimento de quem você é, o que realiza e o que já realizou em sua área de atuação. Ou seja, é através dele que a empresa conhece e têm a primeira impressão sobre o candidato.

O problema é que muitas pessoas não sabem como fazê-lo. Simplesmente pegam modelos prontos disponíveis na internet, ou fazem um resumão, sem critérios. Além do fato de mandarem o mesmo currículo para todas as empresas, mesmo que elas sejam de ramos completamente diferentes, ou vagas disponíveis distintas.

Vale a pena, para um profissional a procura de trabalho ou por novos desafios, perder (entenda-se ganhar) um tempo, fazendo currículos exclusivos para cada empresa, vaga, ou selecionador. Ou exclusivos para você mesmo, sendo que cada candidato tem uma formação ou experiência diferente.

A seguir, segue alguns tipos de currículos, que devem ser certos para cada tipo de pessoa ou vaga:
Direcionado: para empresa e/ou vaga específica. A intenção é deixar o currículo com a "cara" da empresa, colocando assuntos diretamente relacionados com a vaga ou perfil solicitado.

Cronológico: destaque para experiências profissionais das mais recentes às mais antigas. Indicado para quem busca recolocação em cargo ou organizações semelhantes às experiências anteriores. Bom para quem possui constância na carreira.

Geral: sem ênfase a dados muito específicos. Combina as principais qualificações às experiências profissionais. Ideal para quem permaneceu pouco tempo nas empresas.

Funcional: focado mais em sua competência e habilidades do que no histórico profissional. Modelo certo para quem não possui muita experiência ou não fez nenhum curso de reciclagem atualmente. (*Publicitário, Pós graduado em Gestão de Mercados, MBA em Marketing, e membro da ASBPM)