Para quem reclama da crise

Por * Rosildo Barcellos

Planejamento e uma boa gestão financeira são requisitos fundamentais para qualquer empresa atravessar uma crise com certa tranquilidade. Se o ambiente econômico do país não pode ser controlado, o empreendedor tem o dever de antecipar cenários para que o negócio não seja gravemente afetado nos momentos de instabilidade e incerteza. Traçar estratégias de longo prazo é ainda mais importante em setores como o da construção civil, em que o ciclo entre a aquisição de um terreno e a entrega das chaves de um empreendimento pode levar, em média, dez anos. Não obstante, se você sentiu um impacto no faturamento da sua empresa em tempos de crise, chegou a hora de refletir sobre suas ações e estratégias. A crise econômica brasileira é intimidante para os empresários, porém, ela pode ser uma grande oportunidade para inovação e reposicionamento no mercado. Existem atitudes simples que podem auxiliar no crescimento do seu negócio mesmo em período de retrocesso econômico e assim fez a empresa Paladar em Corumbá, Rua América 523. Pizzaria e Restaurante. Sabendo que a cidade teria um fluxo vertiginoso para a Feira Pantaneira no show de Marília Mendonça, que lotou o Parque Belmiro Maciel de Barros e que certamente não teria o movimento de uma noite normal (no centro da cidade), o proprietário da empresa liberou os funcionários e ainda adiantou o caixa para alguns, de forma que todos pudessem participar do show e voltassem no outro dia com todo o ânimo para o trabalho, isso é gestão de pessoal. Outro exemplo foi o da empresa de transportes Andorinha na pessoa de seu gerente que buscou horário novo  o das ( 19:00h)  no trajeto Campo Grande Corumbá, ( a partir desta segunda feira) haja vista, que quando se vai fazer algum exame ou qualquer atividade que dependa de horário, os disponíveis para quem tinha de esperar o expediente acabar (18:00h)  era  uma dificuldade a mais para quem precisava  fazer um "bate-volta" (professores e profissionais liberais em geral) na capital, ou seja, abrindo um horário novo, ainda que por experiência é um exemplo de gestão de clientes. Satisfazer os clientes ou usuários também é garantia de novos recursos. Resumindo: o empresário que tem ideias e quer ver satisfação em funcionários e clientes, tem sim a possibilidade de se arrojar na crise e ter bons resultados, mas precisa conhecer seu público e possuir empenho e coragem. ´É o caso dos dois exemplos sobreditos.
* Articulista