Culpar o Servidor Público é fácil

Por Dílson Fonseca

No último dia 28 de Novembro de 2017, foi verificada mais uma atrocidade contra o servidor público, onde o governo do Mato Grosso do Sul, de forma sorrateira deu um golpe nos seus funcionários e com o aval de 13 deputados estaduais. O governo do Mato Grosso do Sul, usa a mesma tática do Governo Federal em culpar os servidores públicos, como se fossemos culpados por todo esse desgoverno que temos tanto a nível nacional quanto a nível estadual.

Engraçado aumentar o desconto mensal como se fosse culpa do servidor a falta de recursos é fácil, "ora bolas", se tem algum culpado é o próprio governo que enche as suas fileiras de funcionários que não são concursados para sempre pensar em eleição e se perpetuar no poder. Uma coisa é ter técnicos gabaritados nas suas fileiras e outra é ter os verdadeiros "aspones" que têm muitos por ai, no governo do Mato Grosso do Sul.

Aos servidores públicos do Estado de Mato Grosso do Sul e seus familiares restam não se esquecer desse duro golpe que sofreram, dado pelo Governador do Mato Grosso do Sul, o senhor Reinaldo Azambuja e que foi endossado pelos seguintes deputados estaduais: Beto Pereira (PSDB), Mara Caseiro (PSDB), Onevan de Matos (PSDB), Rinaldo Modesto (PSDB), Enelvo Feline (PSDB), Herculano Borges (SD), Paulo Corrêa (PR), George Takimoto (PDT), Zé Teixeira (DEM), Antonieta Amorim (PMDB), Eduardo Rocha (PMDB), Márcio Fernandes (PMDB) e Renato Câmara (PMDB), eles votaram contra o servidor e seus familiares.

Pois quando você onera aumentando o desconto do salário de um pai ou uma mãe de família, você faz com que todos sintam e fiquem prejudicados. Num país onde a crise está em todos os lugares como viver dessa forma? Resta não se esquecer que como dizia a minha mãe: "tudo que vai, volta..." e a nossa volta será 2018, com a eleição do novo governador e novos deputados estaduais.