Necrológio

ADEUS, SONNER KASSAR!

Fonte: Adolfo Rondon em 16 de Maio de 2015

Seu imenso círculo de amizades foi surpreendido com a notícia do seu falecimento ocorrido na última quarta-feira, 13 de maio de 2015, devido à enfermidade.

Sonner Domingos Kassar, filho de Clélia e Salim Kassar, um dos maiores empreendedores da história de Corumbá e do nosso Estado, que coordenou a construção do Edifício IOSA e da Galeria Pantanal, dentre inúmeros outros empreendimentos.

O pranteado era maçom, muito inteligente, um gentleman, membro de tradicional família de nossa região. Durante vários anos residiu no sobrado dos seus genitores na Rua 15 de Novembro, quase esquina com a Rua Dom Aquino, ao lado das irmãs Selma Kassar já falecida e Sheila. Contam que por ocasião do falecimento do seu genitor, sua mãe estava em São Paulo e quando o táxi aéreo se aproximava para pousar no Aeroporto de Corumbá, o piloto da maior cidade do Brasil ficou muito impressionado com a multidão que se encontrava nas mencionadas vias públicas e na Praça da Independência e número de veículos, indagando se seu esposo era o prefeito da cidade, tal a enorme popularidade de Salim Kassar.
Depoimento

Do seu primo Cleber de Oliveira Junior: "Cara do bem, com defeitos, com virtudes, erros e acertos, fez sua história em meio a encontros e desencontros, que permearam uma vida de paz, serenidade e um equilíbrio que chegava a incomodar, talvez, porque em suas tiradas de humor, dizia que ficava de cabeça para baixo durante 30 minutos todos os dias, para não envelhecer e não ter cabelos brancos.

Mais moço acordava às 3 da manhã para correr pelas ruas de Corumbá, e eu, algumas vezes o acompanhei, mas confesso que acordar às 3 da manhã, não era pra mim, ainda mais pra correr, rsrsrsrs.

Teve grandes oportunidades, algumas, aproveitou e outras deixou passar, sem se importar com os acontecimentos, pela sua personalidade tranquila e seu modo peculiar de ser, amigo, gentil, educado e claro, avesso a grandes arroubos. Sofreu os reveses que a vida lhe impôs, sem reclamar, outra virtude.

Nesse dia, foi-se a vida, foi-se o primo Sonner, de encontro aos que, como ele, já estão no oriente eterno, nos braços do PAI. Vai em paz e que seu espírito trilhe o caminho de luz".

Convivi muito com o amigo Sonner, nos tempos em que frequentávamos seguidamente a residência do inesquecível amigo Nantala Dib Yasbeck na Rua Antônio João, junto com o então vereador José de Oliveira e o empresário Alfredo Kassar e saíamos para jantar no Restaurante Ceará, na Peixaria do Lulu, Rodeio e outros restaurantes da época. Sonner sempre entusiasmado, muito culto e cavalheiro. Mais recentemente no Premier Hotel do empresário e compositor Luiz Gonzaga da Silva, nas rodas de bate papo com o pecuarista Horácio da Costa e outros amigos.

Sonner Domingos Kassar foi velado na Capela Cristo Rei, de onde saiu o féretro para o Cemitério Santa Cruz. A sua alma muita luz e paz. A família enlutada, nossos sentimentos.