Carnaval 2017

Desfile de fantasias no "Guatozão" foi aprovado pelo público e caranvalescos

Fonte: Assessoria de Imprensa PMC em 05 de Fevereiro de 2016

Clóvis Neto/PMC

Quatorze fantasias apresentaram o que melhor em luxo, glamour e criatividade os carnavalescos prepararam para a folia 2016 na cidade de Corumbá. O tradicional concurso de fantasias mudou de endereço e num local mais amplo, o Centro Popular de Arte, Cultura e Lazer Nação Guató, no bairro Centro América, o público encheu as arquibancadas que tiveram acesso liberado a toda população.

Antes da apresentação das fantasias, a Corte de Momo decretou oficialmente o início da folia no município pantaneiro. O Rei Momo, Caio Marcio de Souza, pediu aos foliões que se divirtam como responsabilidade e não misturam bebida alcoolica com direção, que se protejam do HIV e DST's com o uso de preservativos e também que os cidadãos façam sua parte com a constante limpeza de terrenos para o combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zyka.

O corpo de jurados teve cinco integrantes que avaliaram cinco quesitos (originalidade, concepção, propriedade, efeito e tonalidade) para todas as quatro categorias em disputa: Originalidade, Luxo Feminino, Luxo Especial e Luxo Masculino. Integram a comissão deste ano: o artista plástico Jamil Canavarros; a arista circense, Branka Batista; o coreógrafo Marcos Mattos; a gerente do SESC Corumbá, Thayná Cambará; e o colunista social, Alfredo Sartory.

A primeira categoria apresentada foi Originalidade onde as fantasias devem primar pelo emprego de materiais alternativos, recicláveis, sucatas e outros, conforme descreve o edital da competição. Nessa categoria, a campo-grandense, Bárbara Albino, que apresentou a fantasia "Anahi, uma lenda indígena", foi a campeã com 215,5 pontos. O traje idealizado por Enir Marilha utilizou entre seus materiais: dentes de piranha, escamas de peixe, restos de ferro de construção e madeira da árvore que deu nome à fantasia (anahi).

"Segunda vez desfilando em Corumbá e desejamos que não acabe nunca porque é contagiante. Ficamos contando os dias para chegar o desfile. O pessoal daqui é muito animado, eu adoro. Corumbá é o melhor carnaval do Estado, as pessoas são muito receptivas e animadas", disse Bárbara que manteve o título conquistado ano passado quando também venceu a categoria.

Representando Corumbá, a carnavalesca Nadja Chauvet, com a fantasia "Rosa, a mais bela flor", não se abalou em ficar com a segunda colocação em Originalidade, pois ela voltou na categoria Luxo Feminino. Com a fantasia "Palas de Athenas, deusa da sabedoria, da beleza e das artes musicais", idealizada pelo também corumbaense Ranulfo Galleano, ela levou o título deste ano com 214,5 pontos e contou qual o sentimento que move o carnaval de Corumbá.

"É muito gostoso ganhar na terra da gente. Há alguns anos venho perdendo para Campo Grande e agora eu trouxe o prêmio para Corumbá de novo. Não tenho menor pretensão de dinheiro porque o valor eu entrego para as escolas de samba, a minha emoção aqui é ver o público, levantar o carnaval, tirar as dores do ano, levar alegria para o povo", disse.

Novo Hours Concours
O tradicional desfile teve uma novidade este ano: seu terceiro carnavalesco hours concours, ou seja, aquele que desfila, porém não concorre pelo grau de excelência de seus trajes comprovado com a conquista de vários títulos consecutivos.

Depois do campo-grandense Waldir Gomes, e da corumbaense Fernanda Vanuccy, mas um carnavalesco da Capital recebeu o título almejado pelos concorrentes. Adão Barboza, que há 25 anos participa do desfile e já somou dez campeonatos na categoria Luxo Masculino, recebeu das mãos o prefeito Paulo Duarte a premiação ao reconhecimento de seu trabalho para o evento.



"É uma gratidão que eu tenho com o povo de Corumbá. Estou muito emocionado com esse título e não vou deixar por menos todo ano vou apresentar uma bela fantasia", disse Barboza, que apresentou nessa ocasião especial uma fantasia que durou seis meses para ser confeccionada entre plumas e cristais e que está orçada em 25 mil reais.

Campeonato Equilibrado
Nas duas categorias em disputa, Campo Grande e Corumbá mantinham-se em equilíbrio, cenário que se repetiu com a conquista do primeiro lugar, na categoria Especial, pelo corumbaense Claudinho Tasso, e, na categoria Luxo Masculino, pelo campo-grandense Luciano Alves.

Tasso escolheu uma passagem bíblica para retratar em seu traje. "Sulinara, a disseminadora do pecado" fez alusão à serpente que convence Eva a pecar. A fantasia trabalhada nas cores vermelha e negra também utilizou-se de detalhes dourados e muita plumaria.

"Como corumbaense me sinto muito orgulhoso porque não temos a mesma oportunidade de Campo Grande e São Paulo. Com os poucos recurso que tenho e ajuda de amigos, fui o primeiro colocado", declarou o campeão que obteve 211 pontos do corpo de jurados.

Estreante no desfile de Corumbá, Luciano Alves arrebatou o título na categoria Luxo Masculino. Com a fantasia, "Deus Africano, senhor da sabedoria", o carnavalesco conseguiu 217,5 pontos dos jurados e prometeu que esse foi apenas o início de uma trajetória vitoriosa em Corumbá.

"Meu primeiro desfile em Corumbá e já ganhamos. É uma sensação única, maravilhosa demais. Temos uma equipe muito focada e com certeza voltaremos para manter o título", falou Luciano.

Acesso
A julgar pelo público presente no desfile de fantasias, o Centro Popular "Nação Guató" foi aprovado para o evento tradicional do carnaval corumbaense. De acordo com o prefeito Paulo Duarte, o espaço atende tanto a necessidade do carnavalescos como da proposta em descentralizar os eventos.

"Foi um pedido dos próprios carnavalescos que tivesse um lugar com mais espaços, então foi um local que casou as duas coisas: mas espaços para os concorrentes e que facilita o acesso da população dos bairros. Todos os desfiles são no centro da cidade, então ter um desfile tradicional em outro ponto da cidade proporciona essa democratização. Com certeza, pela receptividade das pessoas, com certeza, foi aprovado", afirmou.

Para o diretor-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Joílson Cruz, o desfile é um momento de reconhecimento ao trabalho intenso dos carnavalescos que doam seu tempo, investem dinheiro e expectativas para surpreender o público com suas criações.

"Nessa noite de brilho e magia é mostrado todo o trabalho árduo dos artistas carnavalescos que tem a recompensa com esse evento. Corumbá mantem aceso o desfile de fantasias que já se perdeu muito pelo país", lembrou o gestor ao falar de eventos como esse que se multiplicavam pelo Brasil.

A programação do Carnaval de Corumbá segue na noite desta sexta-feira, 05 de fevereiro, com o desfile dos blocos de sujos com destaque para o Cibalena, maior da região.