Agronegócios

Produtores conseguem na Justiça a manutenção da Estrada Parque

Fonte: Assessoria de Imprensa em 25 de Fevereiro de 2016

Arquivo

Produtores rurais e empresários de turismo, com o apoio do Sindicato Rural de Corumbá, garantiram ontem (23), por meio de autorização judicial, a retomada dos serviços de manutenção da estrada MS-184, um dos trechos da Estrada Parque. A manutenção havia sido suspensa no ano passado a pedido do Ministério Público, que investiga desvios de recursos públicos em contratos de cascalhamento da estrada.

As fortes chuvas que caem na região (Pantanal da Nhecolândia) e a falta de reparos permanentes tornaram a MS-184 intransitável, prejudicando a retirada do gado de áreas alagadas por caminhões. As águas baixaram ao longo do leito da via, de 44 km - do Buraco da Piranha a Curva do Leque, onde se interliga a MS-228 -, mas os atoleiros e buracos impedem o tráfego, prejudicando também o turismo.

O presidente do Sindicato Rural, Luciano Aguilar Leite, disse que a saída do gado para áreas mais altas está onerando os produtores rurais, uma vez que os caminhões estão desviando para o distrito de Albuquerque, pela MS-228, para chegar a BR-262, aumentando a viagem em mais 100 km. Luciano também informou que, por conta da cheia, alguns currais não estão embarcando o gado.

Grande leilão
A confirmação da retomada dos serviços de manutenção da MS-184 animou também o trade turístico da região. O empresário João Venturini Junior relatou que as cabeceiras de ponte também necessitam de reparos, devido à força da correnteza - águas dos rios Aquidauana e Miranda que cruzam a estrada. "Se não houver reparos das pontes o acesso continuará complicado", disse ele.

Com a decisão judicial, a empresa que tem contrato de manutenção da Estrada Parque já começa a movimentar seu maquinário para restaurar a via. Os produtores rurais tem pressa, pois neste sábado acontece um dos maiores leilões da Nhecolândia, o Novo Horizonte, da leiloboi, onde serão comercializados 3.500 animais. A movimentação do gado será intensa nesta e na próxima semana.