Fronteira

Mutún: A grande cartada da Bolívia para estabelecer um governo que tende a crescer com desempenho maior para o povo

Fonte: Bruno Rodrigues em 30 de Março de 2016

Alle Yunes/Correio de Corumbá

Na manhã desta quarta-feira (30), o Presidente do Estado Plurinacional da Bolívia, Evo Morales, esteve na cidade de Puerto Suárez, na província Germán Busch, , para a assinatura do contrato de instalação e funcionamento com a empresa chinesa Sinosteel Equipament Engeneering, que irá executar projeto de construção do Complexo Siderúrgico de Mutún (Planta Siderúrgica Integrada para su Producción de Laminados Livianos). A empresa deverá industrializar laminados leves, destinados sobretudo para o mercado da construção civil.

Esteve presentes também o Ministro de Minas, César Navarro; o Diretor Municipal da Empresa Siderúrgica de Mutún, Antonio Tudela; Sebastián Hurtado, alcaide de Puerto Suárez; além de deputados, senadores, executivos da empresa siderúrgica chinesa, o embaixador da China na Bolívia, dentre outras figuras de destaque na política e economia do país vizinho.

Evo Morales aterrissou no Aeroporto Internacional de Puerto Suárez, por volta das 10 horas da manhã, acenou para várias pessoas que gritavam seu nome no saguão e seguiu em direção ao palanque que foi montado próximo ao Mirante de Puerto Suárez, à beira da baía de Cáceres, por onde se comunica com o rio Paraguai, atualmente sua principal saída para o Atlântico

Reestruturada em 2005 pelo ex-presidente Carlos Mesa, a empresa foi criada em 1972 pelo general Hugo Banzer Suárez, ex-ditador entre 1971 e 1978, que ficou reduzido a um projeto de exploração de uma das maiores jazidas de ferro do mundo, aproximadamente 40 milhões de toneladas de minério de ferro. Em 2009, por meio de um contrato de concessão, a mina passou a ser explorada pela empresa indiana Jindal Steel Bolívia (JSB), até que foram verificados irregularidades e descumprimentos do contrato que, por fim, foi rompido. De lá pra cá, foram realizadas três licitações, tendo sido sagrada vencedora a empresa chinesa Sinosteel Equipament Engeneering.

Sebastián Hurtado, alcaide de Puerto Suárez, em sua fala destacou o crescimento demográfico da localidade e, com isso, a demanda por melhores condições de saúde e educação, e que, portanto, o empreendimento é de grande importância para a região:

"Neste dia histórico, desperta um gigante que esteve dormindo por mais de 40 anos. Iremos concretizar um sonho que foi desprezado por muitos governos anteriores. É indubitável que virão dias melhores para a nossa região, que se encontra estagnada devido a falta de fontes de trabalho, tão necessárias ao nosso desenvolvimento".

O Presidente da Confederação de Empresários Privados da Bolívia (CEPB), Ronald Nostas, salientou a importância do trabalho em conjunto de todos os bolivianos para o desenvolvimento do país:

"É um projeto que significa muito, não apenas para Puerto Suáres, nem Santa Cruz de La Sierra, mas para toda a Bolívia. A partir de hoje, todos temos, verdadeiramente esperanças de que este projeto siga em frente e traga bem estar para todos os bolivianos. A riqueza dessa região não foi devidamente explorada e iremos começar a trabalhar todos em conjunto no combate a pobreza, para que nosso filhos e nossos netos não tenham que sair para outros países, para buscar oportunidades. A Bolívia tem muito mais para nos dar".



O empreendimento irá criar mais de 700 vagas de empregos diretos e outros 1.400 empregos indiretos.

O Ministro de Minas, César Navarro, com a palavra, declarou que todo esse projeto só foi possível graças a um trabalho árduo do Presidente da Bolívia, Evo Morales, e que o objetivo não é apenas a extração do minério, mas desenvolver uma cadeia de produção que permita, como resultado, um produto acabado: "Quando assumimos os cargos de ministro, o presidente nos disse claramente que deveríamos trabalhar para o desenvolvimento da região, não apenas explorando, mas incentivando o estabelecimento de toda a cadeia produtiva".

Sobre a escolha da empresa, Navarro relatou que após a terceira convocação de empresas em licitação, houve uma reunião pública de conselho, composta por representantes do Departamento de Santa Cruz, da Província de Germán Busch e do Município de Puerto Suárez. Na ocasião da reunião de conselho, participaram duas empresas, que explicaram, por meio de seus técnicos, as características de cada projeto, a experiência de cada uma delas e os tipos de profissionais que seriam postos a disposição.



Evo Morales, presidente do Estado Plurinacional da Bolívia, disse, entusiasmado, que a Bolívia se encontra em um quadro de desenvolvimento, crescimento econômico e aumento de investimentos:

"A situação econômica do país mudou totalmente. Antes, quando as empresas públicas e nossos recursos naturais eram administrados por empresas privadas, a dívida externa era maior do que o nosso Produto Interno Bruto, a Bolívia não tinha capacidade de conseguir créditos internacionais. Quando chegamos ao governo em 2005, nosso PIB era 9 milhões de dólares, ano passado nosso PIB somava 34 milhões de dólares. Um crescimento profundo na parte econômica. Antes estávamos condicionados às privatizações, portanto, ao saque dos nossos produtos naturais. Agora temos crédito e nenhum país nos condiciona".

Segundo o exposto no evento, o valor do contrato é de 422 milhões de dólares, cabendo 15% ao governo boliviano e 85% à empresa contratada, que terá três anos de prazo para elaborar o projeto, implantar a unidade industrial e deixá-la em pleno funcionamento, quando, um ano depois, será entregue à estatal boliviana, a Empresa Siderúrgica de Mutún. Evo salienta: "A empresa chinesa é sócia, não é dona. Está nos prestando um serviço. Este empreendimento é dos bolivianos e para os bolivianos".

Sobre a atual situação política do Brasil, Evo Morales comenta: "Também queremos aproveitar essa oportunidade para expressar toda a nossa solidariedade à companheira Dilma e ao nosso companheiro Lula. Lamentamos muito que alguns instrumentos imperialistas tratem de provocar batalhas políticas e econômicas".

CONFIRA A GALERIA CLICANDO NESSE LINK: http://www.correiodecorumba.com.br/admin.php?s=galerias_fotos&id=56