Agronegócios

Sindicato Rural de Corumbá inicia arrecadação de fundos para construção de mangueiro novo

Fonte: Bruno Rodrigues em 25 de Abril de 2016

O Presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Aguilar Rodrigues Leite, realizou no último sábado (23), por volta de 11 horas da manhã, uma campanha de arrecadação de fundos para a construção do novo mangueiro do Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros.

Estiveram presentes na ocasião, além dos associados, três ex-presidentes do sindicato, Manuel Martins de Almeida, Oscar Augusto, Sérgio Ibrahim; o técnico responsável pelo projeto, Eduardo Arcas Fernandes e um dos presidentes do Circuito de Laço Comprido, Jose Aparecido Fernandes Gonçales.

O mangueiro do parque de exposições foi construído há pelo menos 50 anos e se encontra bastante desgastado, de modo que o uso está sendo impraticável, com o risco de ser motivo de acidentes tanto para as pessoas, como para os animais. Pela urgência do projeto, foi montada uma comissão dentro do sindicato visando à construção do mangueiro do parque.

Dentre os vários orçamentos feitos para construção do mangueiro, o melhor ficou em torno de R$ 300.000,00. A comissão definiu, também, que as doações poderiam ser feitas em 06 cheques, cada um no valor de R$ 1.000,00, que seriam sacados mensalmente, ou através da doação de 06 bezerras para serem leiloadas ou em dinheiro. Luciano Leite explicou que está viabilizando leilões mensais dos animais doados:

"Teremos o primeiro leilão no dia 08 e 09 de julho, aqui no Parque de Exposições. A Embrapa Pantanal vai estar trazendo em torno de 400 reses de cria deles, mais o leilão de touros e do cavalo pantaneiro. Estamos vendo com o Carlos Guaritá a possibilidade de leiloarmos as bezerras doadas. Após o leilão nos iremos começar a retirar o mangueiro antigo e iniciaremos a montagem do novo".

Manuel Martins de Almeida, ex-presidente do sindicato, parabenizou o atual presidente, Luciano Leite, pela iniciativa e convocou o apoio de todos na arrecadação do valor necessário para a construção do mangueiro novo, explicando a importância da obra para os pecuaristas:

"Todos os que estão presentes conhecem a história do nosso sindicato, as dificuldades e a forma como historicamente as coisas vão se tocando nesta casa. Muitas vezes o engajamento de toda a classe foi necessário para chegarmos aqui. Em um passado não muito distante, para a construção da nossa sede na avenida, foi feita uma campanha parecida com esta que está sendo feita aqui, de doação de novilhos, e com esforço de todos conseguimos terminar a construção daquela maravilhosa sede. Este parque é essencial para a comercialização do nosso gado e o mangueiro que temos está em péssima situação. É muito importante para nossa economia e para nossa estima, porque o nosso parque é a sala de visitas do pecuarista em Corumbá. Não podemos ter aquela sede maravilhosa lá na Avenida e aqui permanecer com essa estrutura decadente como está agora. A campanha está aberta. Como ex-presidente e como antigo companheiro, que já trabalhou em muitas campanhas dentro deste sindicato, peço que contribuam o quanto puderem. Tenho esperanças de que iremos construir o nosso novo mangueiro o mais rápido possível".

O responsável pela parte técnica do projeto de construção do novo mangueiro, Eduardo Arcas, falou das características e da qualidade do material usado: "A estrutura que o sindicato está adquirindo é de boa qualidade. O material é muito resistente e é o mesmo material usado em compartimentos de rodeios, com touros pesados. O mangueiro vai ser entregue devidamente instalado e pintado. A durabilidade vai depender da manutenção feita após montagem e se todos os cuidados forem tomados, os netos de vocês ainda utilizarão esse novo mangueiro".

O Presidente do Sindicato contou que a comissão começa a atuar nesta segunda-feira (25) junto aos escritórios das fazendas da região e que pretende realizar a inauguração do novo mangueiro na próxima FEAPAN - Feira Agropecuária do Pantanal de 2016: "É muito importante que procuremos aumentar a nossa capacidade devido ao número de animais que vem crescendo dentro da nossa FEAPAN e dentro dos leilões mensais que procuramos fazer. Estamos nos organizando para que na próxima FEAPAN possamos estar proporcionando uma estrutura segura, nova e moderna. Sendo assim, não precisaremos arcar com despesas aluguel e transporte dessas estruturas, que viriam de fora da cidade pra cá".

Um dos presidentes do Circuito de Laço Comprido - CLC, José Aparecido Fernandes Gonçales, esteve presente e fez doação no valor de R$ 6.000,00 para a construção do mangueiro.

Após o evento, foi oferecido a todos os presentes, de forma excelente, um delicioso e tradicional churrasco pantaneiro.