Necrológio

Morre aos 61 anos engenheiro, músico e compositor do Acaba, José Charbel Filho

Fonte: Paula Maciulevicius/Lado B/CGNews em 03 de Maio de 2016

Zezinho tocando em reunião de família há cerca de 3 anos.

Morreu na madrugada desta terça-feira (3), em casa, o engenheiro civil, professor, músico e compositor José Charbel Filho, o Zézinho. Aos 61 anos, ele já lutava contra um câncer que começou na coluna há cinco anos. Entre internações em Campo Grande e São Paulo, fez diversas quimioterapias.

Profissional de nome na Engenharia do Estado, Zézinho acumulou talentos ao longo da vida: foi radialista, professor de Física em colégios e cursinhos, tocava no Grupo Acaba, viola, violão e tumbadora há quatro décadas, além de compor. A carreira musical começou nos anos 60 com o grupo "Mini Boys", um conjunto que animou bailes da cidade.

No ano de comemoração do cinquentenário do Grupo Acaba, estava programada uma gravação na casa de Zézinho para o disco, mas que devido ao seu estado de saúde, não aconteceu. Integrante do Acaba, o também engenheiro que foi professor e depois colega de Zézinho, Moacir Lacerda conta que na ocasião da visita fez uma entrevista que será usada no livro "Grupo Acaba - 50 anos Pantanal, Nascentes, Rios e Vertentes" que está sendo escrito por Rodrigo Teixeira.

"A nossa intenção era gravar, estive com ele, mas ele já estava na cama. Nessa entrevista, ele fala da infância, da origem musical e também da experiência no Acaba. Ele era um homem de muita fé em Deus, de muita confiança e que teve um falecimento sereno", descreve Moacir.

Ainda não há horário definido para o velório, mas deve começar no início desta tarde. A previsão é que o corpo de José Charbel Filho seja sepultado às 14h desta quarta-feira (4).

Além do legado na música, Zézinho deixa esposa, três filhos e três netos.