Economia

Procon divulga pesquisa de preços de presentes para o Dia dos Pais

Fonte: Assessoria PMC em 08 de Agosto de 2016

Com estimativa de vendas maiores do que em 2015, o Dia dos Pais deve injetar R$ 3,9 milhões de reais no comércio corumbaense, conforme o Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS. Com o propósito de orientar os consumidores neste período de aquisição, a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de Corumbá (Procon) divulgou na semana passada, uma pesquisa de preços dos principais produtos que são procurados pelos consumidores neste período.

A pesquisa foi realizada entre os dias 25 e 20 de julho no comércio corumbaense e foi feita pelos acadêmicos do curso de Administração do Núcleo de Pesquisas Econômicas e Consultoria (NUPEC) da Faculdade Salesiana de Santa Teresa.

A pesquisa apontou que o setor do vestuário apresenta pequena variação de preço, contudo, marca e qualidade afetam o valor dos produtos deste segmento.

A camisa social, por exemplo, tem uma variação de R$ 60,00 a R$ 85,00 nas lojas pesquisadas. Já a calça jeans o menor preço encontrado foi R$ 80,00, e o maior R$ 120,00. O menor prelo encontrado da camiseta polo foi R$ 33,00 e o maior R$ 37,00, enquanto o sapatênis básico varia de R$ 60, a R$ 120,00.

Para os pais mais antenados com a modernidade, os smartphones aparecem como uma boa opção de presente. Em função de que este item apresenta uma infinidade de opções, o critério utilizado foi pesquisar o menor preço e o maior preço deste produto. Os preços variam de R$ 162,90 a R$ 4,546,90.

Relógios aparecem como outra opção com grande demanda para esta data. Neste caso, a descrição dos itens se dá pelo estilo do pai (casual, simples ou despojado e executivo), e os preços encontrados variam de R$ 126,00 a R$ 1,800,00.

Foram pesquisados também presentes clássicos como cintos, carteiras e até livros. O trabalho foi feito pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de Corumbá e Secretaria de Indústria e Comércio, e pela Faculdade Salesiana de Santa Teresa, por intermédio do Núcleo de Pesquisas Econômicas e Consultoria.