Economia

Consumidor está menos disposto a comprar neste mês

Fonte: Assessoria de Imprensa Fecomércio em 17 de Agosto de 2016

A Intenção de Compras das Famílias campo-grandenses (ICF) está ainda menor neste mês de agosto, de acordo com pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

De 65,4 pontos caiu a 63,3 pontos, sendo menor entre as famílias cuja renda é de até 10 salários mínimos. "A insegurança quanto ao emprego é um dos fatores que acabam influenciando diretamente na disposição para as compras. Neste mês, 30,9% apontaram que se sentem menos seguros que em igual período do ano passado e 14,8% mencionam estar desempregados", diz o presidente da Fecomércio-MS, Edison Araújo.

Ainda de acordo com a pesquisa, 44,4% não alimentam perspectivas de melhoras profissionais para os próximos seis meses, frente a 39,3% que se mantém otimistas. Sobre a situação da renda atual, 41% dizem ter piorado; para 13,5% houve melhoras e 44,8% apontam estagnação. Em relação ao nível atual de consumo, 68% da população demonstraram uma piora no consumo, na comparação ao mesmo período do ano passado. De modo que dentre os principais itens que contribuíram para esse resultado, está o comportamento voltado à compra de bens duráveis, uma vez que parcela significativa da população, 74,9%, acredita que o atual momento não seria o mais adequado para realizar a compra desses bens.