Cultura

Escritor corumbaense lançou seu segundo livro

Fonte: Da Redação em 03 de Outubro de 2016

Reprodução

Por ocasião das comemorações dos 238 anos de fundação de Corumbá no dia 21 de setembro do corrente ano, o poeta nato Lúcio Heleno Guerreiro Botelho, lançou seu segundo livro que tem por título: "Jamais a mesma Beleza", prefaciado pelo poeta, trovador e escritor Benedito C. G. Lima, membro da Academia Corumbaense de Letras, fundador da Academia de Literatura e Estudos de Corumbá(ALEC), membro da Associação dos Poetas e Escritores de Corumbá(APEC) e do Grupo FALA.

No segundo parágrafo do seu prefácio, C. G. Lima afirma com muita propriedade: "Como poucos poetas, Lúcio Guerreiro tem uma memória fotográfica, que grava seus poemas filosóficos, sarcásticos, melancólicos, românticos e contundentes em qualquer lugar. Nasceu Poeta, se fez Poeta dos altos e baixos do existir, na eterna busca de se descobrir e acabar ainda em dúvida; "se pensa, porque existe ou existe porque pensa", como diria algum visionário, sonhador nas quebradas da vida". E encerra com esta afirmativa: "O autor merece nossos aplausos pelos cantares".

Lúcio Guerreiro nasceu em Corumbá-Mato Grosso do Sul, em 30 de janeiro de 1965, onde sempre residiu. É filho de Gonçalo Caetano Botelho(alfaiate) e da Sra. Idalina Guerreiro Botelho(do lar), sendo funcionário público municipal.

Guerreiro afirma que já possui em seu acervo pessoal, mais de 2.500 obras inéditas. Participou de algumas coletâneas, como: "Ainda nascem flores"; "História Turística de Corumbá", e, atualmente, tem divulgadas suas obras nas páginas do nosso Semanário Correio de Corumbá.

O escritor aqui da Cidade Branca publicou seu primeiro livro, "Forte Vento", em junho de 2009 pela Editora Life da Capital do Estado, com tiragem de 1.500 exemplares. Ela faz questão de agradecer ao diretor presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, Joilson Cruz e aos demais colaboradores, que cooperaram para a realização de sua segunda obra literária.

E o diretor proprietário do Jornal Correio de Corumbá, jornalista Farid Yunes, agradece ao autor pelo exemplar fornecido com a devida dedicatória.

Sucesso contínuo é o que desejamos ao poeta e escritor filho da terra, Lúcio Heleno Guerreiro.