Economia

BB propõe ampliar parcerias e aumentar investimentos em Corumbá

Fonte: Assessoria de Imprensa PMC em 05 de Janeiro de 2017

Superintendente Glaucio Fernandes explica propostas ao prefeito.

Renê Marcio Carneiro/PMC

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira recebeu, na tarde desta quarta-feira, 4 de janeiro, o superintendente do Banco do Brasil no Mato Grosso do Sul, Glaucio Zanettin Fernandes, que veio a Corumbá para propor a ampliação das parcerias entre a instituição e o município. Durante o encontro, ele sugeriu a retomada de serviços prestados pelo banco ao Executivo municipal, com a perspectiva de oferecer algumas contrapartidas financeiras e sociais.

No âmbito financeiro, o gestor do BB colocou a instituição à disposição do Município e dos empresários corumbaenses no que diz respeito ao Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), principalmente em projetos na área de turismo. De acordo com o Governo Federal, o fundo dispõe de R$ 9,7 bilhões em 2017 para investimentos empresariais que busquem promover o desenvolvimento econômico e social da Região Centro-Oeste.

Outra possibilidade apontada pelo superintendente, na área social, foi trazer para Corumbá o Programa AABB Comunidade, que atua no campo da complementação educacional, baseada na valorização da cultura do educando e de sua comunidade.

Reestruturação
Glaucio aproveitou a ocasião para detalhar o motivo do fechamento da agência do bando na Rua Frei Mariano, esquina com a Rua América, previsto para o próximo dia 16 de janeiro. "O Banco do Brasil está passando por uma ampla reestruturação, que envolve o fechamento de agências e um programa de aposentadoria incentivada de funcionários, bem como a modernização e automação do atendimento aos clientes", explicou.

Para Ruiter, a intenção de ampliar as parcerias entre as duas instituições condiz com a diretriz da nova gestão de modernizar a gestão pública e torná-la mais acessível ao cidadão, diminuindo a burocracia referente à área fiscal e tributária.

O prefeito informou ao superintendente, no entanto, que a Secretaria Municipal de Finanças e Gestão ainda está realizando um vasto levantamento e análise da situação das contas públicas municipais. Só a partir de então serão avaliadas e definidas as ações referentes aos serviços e à gestão dos recursos de Corumbá.