Esportes

Lateral sul-mato-grossense diz que Libertadores pesou no acerto com o Botafogo

Fonte: Superesportes em 19 de Janeiro de 2017

Apresentando esta semana, Gilson volta a jogar a competição intercontinental

Um dos reforços do Botafogo para a temporada 2017, o lateral-esquerdo Gilson foi apresentado na segunda-feira em General Severiano e destacou que a possibilidade de disputar a Copa Libertadores pesou para que acertasse a sua transferência para o clube carioca.

"Foi uma negociação tranquila. Meus representantes trataram com o professor (Antonio) Lopes. Foi tudo muito rápido, tranquilo. Minha expectativa é a melhor possível. Estou muito honrado em defender esse clube tradicional do futebol brasileiro. A Libertadores pesou na decisão, mas a grandeza do Botafogo não me fez pensar duas vezes. O clube tem uma história linda", disse o lateral, que participou do torneio continental pelo Grêmio e pelo Cruzeiro.

Nascido em Campo Grande (MS), Gilson, de 30 anos, estava no América e chega como opção para repor a saída de Diogo Barbosa, que se transferiu para o Cruzeiro. E ele deve disputar a condição de titular com Victor Luís, que foi um dos destaques da boa campanha do time no último Campeonato Brasileiro.

Em busca do seu espaço, Gilson apresentou suas características ao torcedor do Botafogo. "Sou um lateral leve, veloz. Vou me dedicar muito nos jogos. Mas o torcedor vai conhecer mesmo é dentro de campo, quando eu tiver a oportunidade de mostrar meu trabalho", afirmou.

Além disso, Gilson lembrou o peso histórico da camisa 6 para o Botafogo. "Todos nós sabemos do ídolo que passou aqui no Botafogo (Nilton Santos). A responsabilidade é enorme. Mas estou tranquilo, focado em desempenhar o meu melhor futebol. Não quero ser comparado com um ídolo, mas ser reconhecido por um grande trabalho", comentou.