Saúde

Com tecnologia de última geração, Hospital Cassems de Campo Grande entrega UTI Cardiovascular e 27 leitos de internação

Fonte: Assessoria de Imprensa em 21 de Fevereiro de 2017

O Hospital Cassems de Campo Grande entregou, na manhã desta segunda-feira (20), a UTI Cardiovascular. Contando com o suporte do complexo hospitalar, que abriga equipamentos de última geração e uma equipe especializada, a UTI possui 10 leitos e será referência em atendimentos cardiovasculares. Também foram entregues mais 27 leitos de internação.

A tomografia computadorizada, a ressonância magnética e a hemodinâmica são alguns dos aparelhos que darão suporte a UTI, que é equipada com respiradores de última geração, monitores multiparamétricos interligados a uma central de monitoramento, leitos privativos e camas elétricas.

Para a cardiologista e coordenadora da UTI Cardiológica do hospital, Carmelita Alencar Vilela, a Unidade de Terapia Intensiva oferece o que há de mais moderno em equipamentos e, também, uma equipe de excelência para atender os pacientes.

"A gente espera que o paciente que nos procure para atendimento cardiológico seja muito bem atendido, porque procuramos oferecer um atendimento de qualidade e humanizado. Nós temos leitos individuais que, em determinada circunstância, podem fazer companhia ao paciente e isso é um grande diferencial. A gente também dispõe de recursos e equipamentos de última geração que proporcionam maior precisão no diagnóstico num menor tempo possível", explica a cardiologista.

O conselheiro de administração da Cassems e presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de Mato Grosso do Sul (Sintss-MS), Ricardo Bueno, destaca que com uma administração participativa, os resultados não podem ser diferentes.

"A Cassems continua mostrando o que é possível fazer com uma boa administração e, principalmente, ouvindo os trabalhadores. Quando se tem compromisso, é possível fazer diferente e a Caixa dos Servidores está provando isso. Esse hospital é excelência em qualidade e de alta complexidade, o que é difícil de ver pelo Brasil", avalia Bueno.

De acordo com o diretor de Unidades Hospitalares da Cassems, Flávio Stival, uma estrutura de ponta, aliada a uma gestão profissionalizada e responsável garante resultados positivos. "É um grande avanço para a saúde do Estado, porque, além da estrutura de ponta, o hospital conta com uma excelente equipe de profissionais, tanto administrativa, quanto técnica. Então, é uma soma de esforços, é o resultado de um trabalho realizado em equipe, feito com muita responsabilidade e com competência e, por isso, os resultados são positivos. O nossa maior retorno é a satisfação de ver as pessoas saírem daqui com o sentimento de serem muito bem atendidas", conta Stival.

O vice-presidente da Cassems, Ademir Cerri, conta que a entrega da UTI foi antecipada pela grande procura. "A perspectiva inicial era de abrir a UTI cardiovascular em maio, porém, devido a grande procura, tivemos a necessidade de antecipar. A diretoria da Caixa dos Servidores está sempre preparada para qualquer tipo de necessidade que se apresente, visando o melhor para os nossos beneficiários", explica Cerri.

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, destacou o número de atendimentos realizados pelo hospital em pouco tempo de funcionamento. "Quero destacar os avanços importantes do hospital e dos resultados de atendimentos atingidos em pouco tempo de inaugurado. É isso que a gente busca, ofertar aos associados da Caixa dos Servidores um bom atendimento e esse hospital tem feito esse trabalho. É muito bom ver o resultado de tudo que vocês construíram, administrando bem a Cassems. É fundamental uma boa gestão, um bom trabalho, uma equipe comprometida e qualificada e os resultados positivos retornam aos associados.

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, elenca a estrutura do hospital que dará suporte a UTI Cardiovascular e também as duas unidades que oferecerão tratamentos especiais.

"A nossa UTI Ccardiovascular é formada por profissionais altamente qualificados, como cardiologistas e neurologistas vasculares, e terá suporte de toda uma estrutura, não apenas da própria Unidade de Terapia Intensiva, mas também do laboratório e do centro de diagnóstico por imagens, com hemodinâmica, tomografia e ressonância magnética, que são equipamentos de última geração, permitindo tratamento avançado das doenças cardiovasculares e neurológicas. Também estamos estruturando a unidade de dor torácica e uma unidade para tratamento de acidentes vasculares cerebrais", explica Ayache.

O presidente também salientou os números dos atendimentos realizados no hospital e destacou a importância da diretoria da Cassems e dos servidores públicos para o sucesso da Caixa dos Servidores.

"Esse hospital tem a característica de ser tecnicamente muito bem elaborado, sobre o ponto de vista arquitetônico, de equipamentos e do ponto de vista humano, com um atendimento extremamente humanizado. Após quase quatro meses de funcionamento, o hospital já realizou mais de 12 mil atendimentos no pronto atendimento, cerca de mil cirurgias e mais de 1.600 internações. Este é um trabalho coletivo, dos diretores, conselheiros da Cassems e de todos os servidores públicos de Mato Grosso do Sul, porque, para vencer o enorme desafio que é fazer saúde hoje no Brasil e no mundo, é preciso trabalhar muito em equipe, coletivamente. Desde a fundação da Caixa dos Servidores, nós trabalhamos numa gestão que se profissionalizou de forma crescente para entregar uma saúde digna para cada beneficiário da Cassems", finaliza Ayache.