Geral

Blogueira viajante visita o Pantanal e tem planos frustrados

Fonte: Tatiana Marin/Midiamax em 16 de Março de 2017

Auto-intitulada nômade, a blogueira Carla Boechat, passou por maus bocados em sua rápida passagem pelo Pantanal sul-mato-grossense. O que poderia e deveria ser um período de descanso, diversão e admiração da exuberância da natureza pantaneira, tornou-se em estresse, cansaço e incômodo após ter sido abandonada em uma estrada e, com isso, ter perdido passeios pelos quais pagou.

Em seu blog ‘fui, gostei, contei', Carla escreve sobre suas várias viagens, dando dicas, sugerindo viagens, sempre elogiando e falando das boas experiências que teve. Porém desta vez Carla teve de fazer o contrário, alertar sobre os péssimos serviços da agência que contratou. "Sim, eu, com anos de estrada e bastante experiência, caí numa furada de comprar tour com uma agência que me enganou e me tratou como nenhum turista jamais deveria ser tratado", escreveu.

Carla e um amigo chegaram de uma viagem pela Bolívia e já na fronteira um funcionário da agência Indiana Tours ofereceu um pacote que dava direito a uma noite no hotel fazenda Arara Azul com 3 alimentações incluídas (jantar, café da manhã e almoço), guia bilíngue, 4 passeios (safári fotográfico, excursão noturna, passeio de barco e pesca esportiva), transfer até o hotel e van até Campo Grande no seguinte.

Entretanto nada disso aconteceu. A começar pelo horário combinado para serem levados ao hotel, a serem deixados no meio do caminho e quase serem impedidos de realizar o único passeio que teriam tempo de fazer, a chateação esteve sempre presente. O tempo entre a compra do ‘tour' até a chegada ao hotel totalizou 9 horas. Carla e o amigo foram abandonados na estrada pela van designada pela agência para realizar o deslocamento.

Graças à ajuda de um policial militar ambiental e muitas ligações, os amigos finalmente chegaram ao hotel às 21h30, onde foram informados que, mesmo tendo realizado a reserva pela agência, o hotel estava lotado mas haviam ‘conseguido um quarto' para eles. No dia seguinte somente conseguiram realizar o passeio de barco - um dos quatro pelos quais haviam pago - após muita insistência.

Para completar, a saída do hotel e a viagem até Campo Grande foram cheias de transtornos. Para saber a história completa com todos os detalhes, acesse clique aqui e leia o texto no blog ‘fui, gostei, contei'.

Procurados, a agência Indiana Tours e o hotel fazenda Arara Azul, não atenderam aos telefonemas.

Reprodução/Blog Fui, gostei, contei