Ladário

Prefeitura prepara fechamento dos 100 dias de governo já com pontos a comemorar

Fonte: Da assessoria PML em 29 de Março de 2017

Secretário de Governo, Dejailton Assad.

Divulgação/PML

A Secretaria Municipal de Governo prepara o fechamento dos 100 dias da administração que assumiu a Prefeitura Municipal de Ladário em 1º de janeiro. A intenção é prestar contas com a população sobre o que vem sendo feito com a máquina pública e sobre o que se pretende fazer depois que a equipe tomou pé verdadeiramente da situação.

"O primeiro mês foi um grande desafio porque precisamos adequar todas as contas, o segundo mês já começamos a trabalhar de acordo com o nosso orçamento, e eu acredito que a partir de agora o prefeito Ruso já vá começar a organizar as obras do mandato dele", disse o secretário de Governo, Dejailton Assad. Para ele, o maior desafio até agora, foi equilibrar receita e despesa dentro de um cenário de crise que obriga a administração pública a trabalhar com austeridade e criatividade.

Mas apesar dos percalços, o município vem conseguindo cumprir com suas metas e. de forma responsável, honrar com seus compromissos. "Hoje temos em torno de mil e cinquenta e cinco funcionários e uma folha em torno de R$ 1,8 milhão, que o secretário de finanças tem conseguido honrar dentro da data, até o último dia útil do mês", disse Dejailton. Para ele, a reforma administrativa que está em curso, deve ajudar a enxugar a máquina administrativa com readequação de secretarias, número de funcionários e valor da folha de pagamento.

"O problema é que a folha é muito alta dentro da nossa receita", afirmou o secretário. A reestruturação à qual ele se refere, é uma reforma proposta pelo prefeito Carlos Ruso que nomeou uma comissão que terá 180 dias para apresentar um projeto de reforma administrativa. Esse projeto deve reduzir o número de secretarias e até de funcionários contratados, dando maior espaço para os funcionários de carreira, os concursados efetivos.

Outros pontos positivos devem ser apresentados pela Secretaria de Governo, entre eles, um acordo que foi resultado do esforço conjunto da Secretaria de Finanças e Planejamento com a Advogacia Geral do Município, que gerou um acordo judicial para sanar uma dívida milionária acumulada na administração passada da Prefeitura com o Hospital de Caridade de Corumbá. A dívida em torno de R$ 5 milhões foi negociada em pouco mais de R$ 1,2 milhão e está sendo paga pelo município que precisa do hospital para tratar a sua gente.

"Esse foi um ponto positivo que temos que comemorar, diz respeito à saúde da população. Nós adequamos conforme o Ministério Público solicitou e resolvemos esse problema que vinha se arrastando há vários anos", afirmou Dejailton. O Hospital é o único da região e, apesar de ser de Corumbá, atende aos pacientes de Ladário e das cidades bolivianas de fronteira.

O Secretário não quis adiantar as obras que estão por vir que deverão marcar de fato a administração. Ele disse acreditar que a experiência do prefeito na iniciativa privada deve interferir positivamente na administração pública. "Por enquanto o que podemos dizer é que estamos trabalhando junto com a Sanesul, no reservatório de água no bairro Nova Aliança, que deverá por fim definitivamente ao problema da falta de água na cidade", finalizou.