Política

Improbidade Administrativa - Ruiter Cunha é intimado pela Justiça para julgamento de ação

Fonte: Gabriela Couto/Correio do Estado em 07 de Abril de 2017

Valdenir Rezende/Correio do Estado

Ruiter Cunha poderá ficar inelegível se for condenado.

Processo refere-se ao caso da Operação Cornucópia

 

O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha (PSDB), foi intimado para audiência de instrução e julgamento da ação civil de improbidade administrativa, do caso que ficou conhecido como Operação Cornucópia. Ele responde como réu no processo promovido pela 5ª Promotoria de Justiça de Corumbá.

O caso corre na segunda instância e está em segredo de Justiça. O depoimento do tucano ficou marcado para junho deste ano.

No Fórum, o atual chefe do Executivo da Cidade Branca terá que se defender da acusação de ter comandando esquema de desvio de recursos públicos do cofre do município no seu mandato passado, entre 2005 e 2012.
Na investigação da Polícia Federal, deflagrada em novembro de 2013, foi possível detectar operações fraudulentas de empréstimos consignados de servidores municipais. De acordo com a apuração, foram desviados cerca de R$ 15 milhões.

A defesa de Ruiter explica que o prefeito não corre o risco de perder o atual mandato. Por se tratar de um ato de improbidade administrativa, o que está sendo julgado é sua inelegibilidade, em caso de condenação na segunda instância. O tucano pode vir a perder a função pública após a ação tiver concluído seu trânsito em julgado, além de pagamento de multa civil no valor a ser determinado pelo juiz. (Matéria veiculada na edição dessa sexta-feira 07/04 do Jornal Correio do Estado)