Economia

Páscoa deve movimentar R$ 200 milhões na economia do Estado

Fonte: Assessoria de Imprensa Fecomércio/MS em 08 de Abril de 2017

Pesquisa sazonal de intenção de compras e comemoração da Páscoa desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS e Sebrae MS, aponta que a data deve injetar R$ 200 milhões na economia do Estado, entre compra de presentes, como ovos de chocolate e bombons, viagens, gastos com alimentação, bebidas e outros relacionados à comemoração das datas.

"Temos um resultado melhor que no ano passado, o que demonstra reação da economia. Uma referência importante ao comércio é que 53% dos consumidores mencionaram que pretendem fazer pesquisa de preço", alerta o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.

Foram aplicados 2.160 questionários em 13 municípios do Estado (nos locais com maior fluxo de pessoas) entre os dias 15 e 24 de março, considerando um nível de confiança de 95% e margens de erro que variaram entre 5% e 8%.

Quanto aos presentes, os municípios que registraram os maiores gastos médios foram Dourados (R$120,15) e Três Lagoas (R$120,03). Os menores valores estiveram em Campo Grande (R$57,98) e Aparecida do Taboado (R$56,19). O montante que deverá ser movimentado com os produtos de chocolate neste ano é 16% maior que em 2016.

Já em relação às comemorações, as mais robustas tenderão a ocorrer em São Gabriel do Oeste (R$329,20), Dourados (R$276,02) e em Três Lagoas (R$248,25). Aquelas com menores gastos serão em Aparecida do Taboado (R$44,76), Ponta Porã (R$78,90) e em Corumbá/Ladário (R$90,00).