Educação

Estudantes do IFMS apresentam projetos para incubadoras de empresas

Fonte: Ascom/IFMS em 16 de Maio de 2017

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) divulgou na última sexta-feira, 12, o resultado do processo de seleção de ideias e projetos para a Incubadora de Empresas TecnoIF. Os selecionados abrangem a criação de produtos, serviços e softwares que poderão se tornar um negócio.

No total, foram escolhidos trabalhos de 30 estudantes, sendo cinco de Aquidauana, quatro de Campo Grande, três de Corumbá, cinco de Jardim, sete de Naviraí e seis de Nova Andradina.

A lista completa com o nome dos contemplados está disponível na Central de Seleção. O endereço é www.ifms.edu.br/centraldeselecao.

Os aprovados vão receber apoio financeiro para desenvolvimento dos projetos apresentados. A bolsa é de R$ 600, parcelados em seis vezes, durante o período de incubação.

Em Naviraí também houve a seleção de um candidato aprovado como voluntário. O campus também é o único a ter uma lista de espera com mais estudantes classificados.

Projetos - Os projetos foram selecionados com o objetivo de se transformarem em um negócio, e abrangem ideias voltadas ao marketing, agronegócio, negócios sociais, preservação do meio ambiente, saúde e outras áreas.

Primeiro colocado em Campo Grande, o estudante do curso técnico em Informática, Lucas Araujo, 16, pretende transformar um sistema de sensores em rede sem fio, criado como projeto de pesquisa para diminuir a "deriva" dos agrotóxicos, em um produto para produtores rurais. Deriva é o nome dado aos restos de agrotóxico que não vão para o lugar correto na aplicação, se perdendo no ambiente.

"A ideia é diminuir o consumo do agrotóxico e o que é espalhado no ambiente. Acredito que a TecnoIF vai dar um impulso bem legal, pois nosso enfoque antes era para pesquisa. Agora, temos a chance de explorar o potencial do negócio", apontou Lucas.

Alex Cabreira, estudante do curso técnico em Informática do Campus Aquidauana, também desenvolveu um projeto de pesquisa que agora quer transformar em negócio. A ideia surgiu em casa, a partir da necessidade de entender o que a irmã, que possui paralisia cerebral, necessita para o dia a dia.

Cabreira pretende transformar em um produto para venda um aparelho que informe à família quais são as sensações e necessidades do paciente, como fome, frio e calor. "São sensores que interpretam sinais do corpo e sinalizam as necessidades", explicou.

Sobre a incubação, ele demonstra estar otimista com os resultados. "Acredito que o melhor na TecnoIF é a estrutura que teremos para trabalhar", completou.

TecnoIF - A Incubadora de Empresas do IFMS pretende ser facilitador na consolidação de empreendimentos inovadores, garantindo formação empreendedora aos participantes.

O empreendedor pré-incubado receberá suporte técnico, gerencial e capacitação, visando à formação do seu perfil empreendedor e orientação para a elaboração do Modelo e Plano de Negócios do seu empreendimento.

Ao final da pré-incubação, o empreendimento cujo plano de negócio for considerado viável poderá ser vinculado à TecnoIF, na categoria de empresa incubada, mediante aprovação dos gestores da incubadora.

De acordo com o cronograma do edital de abertura, as atividades de pré-incubação têm início nesta segunda-feira, 15, e devem seguir até novembro.