Economia

Dia dos Namorados deverá movimentar R$ 160 milhões em MS

Fonte: Da Assessoria em 05 de Junho de 2017

O levantamento é do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio/MS (IPF) e do Sebrae MS.

Gastos com presentes - Só com presentes, o total de recursos recebidos pelo comércio será de R$ 98,5 milhões, representando 62% do total injetado na economia para o período.

De acordo com a pesquisa, 45% dos entrevistados dizem que vão às compras para comemorar a data. Para 33,5% dos entrevistados, o gasto médio em presentes será de até R$ 146,00. Os presentes mais citados foram: roupas (26,92%), perfumes/cosméticos (21,27%) e calçados (12,24%).

Com relação à forma de pagamento, 66% dos consumidores vão pagar as contas em dinheiro e 72% afirmam que farão as compras durante a semana do dia 12 de junho. "Importante ressaltar, ainda que 77% farão pesquisa de preço e 40% dizem que vão levar em consideração a qualidade, o diferencial e o design do produto, além do preço (31%). É um movimento importante em que os empresários podem desenvolver estratégias para atender a essa clientela, seja com equipe capacitada e à postos para fazerem negociação de preço", sugere o presidente do Sistema Fecomércio MS, Edison Araújo.

Comemoração mais enxuta - Além da compra de presentes, o comércio do Estado também irá receber um volume de recursos com despesas referentes a comemoração da data. Serão 61 milhões a mais circulando na economia, voltados principalmente para supermercados, restaurantes/bares, motéis e hotéis. O gasto médio será de R$ 95,00.

44% dos entrevistados que afirmaram que vão homenagear a data, farão preferencialmente com ida a restaurantes (32%), passeios (22%) e em refeições especiais em casa (22%). Para a escolha desses locais, segundo a pesquisa, serão levados em conta itens como "clima romântico" (24%) e tradição (22%).

Segundo Edison Araújo, esses indicadores apontam que teremos aumento de 23,5% na receita gerada pela compra de presentes e de 15% no valor médio de gastos. "A partir dessas expectativas, percebemos sinal de uma recuperação mais efetiva da economia em MS. Vale ressaltar que ainda estamos em um momento de instabilidade, em que as estratégias empresariais são essenciais para a retomada do crescimento econômico e para a continuidade dos negócios." Ele sugere ações voltadas para o entendimento dos gostos, preferências e pretensões de gastos para auxiliar nas escolhas dos clientes.

O levantamento foi realizada com 2.148 pessoas em 13 cidades de MS no período de 11 a 23 de maio e pode ser conferido na íntegra no site www.fecomercio-ms.com.br .