Saúde

Corumbá abre vacina contra gripe para toda a população

Fonte: Da assessoria PMC em 05 de Junho de 2017

Corumbá seguiu a orientação do Ministério da Saúde, que decidiu pela disponibilização da vacina contra a gripe a toda a população. A partir desta segunda-feira, 05 de junho, a dose também está disponível para as pessoas que estão fora dos grupos prioritários. Contudo, o total de doses não será ampliado, informou o secretário Municipal de Saúde, Rogério Leite.

"Mesmo com essa liberação, o Ministério da Saúde determinou que não percamos as vacinas que foram elencadas para os grupos prioritários. Não há, de modo algum, nota oficial do Ministério dizendo que vão ser aumentadas as doses fornecidas aos municípios. Essas doses que estão abrindo para a população, são de pessoas dos grupos prioritários que não querem ser vacinadas. Não vamos conseguir atingir a total cobertura da população em geral porque não foram disponibilizadas doses a mais do que as 28 mil doses que Corumbá teve direito", afirmou o secretário de saúde. "Tivemos um benefício de 28 mil doses para os grupos prioritários e atingimos, até agora meta de 80% da cobertura da população desses grupos", completou.

Rogério Leite esclareceu que o Ministério estipulou que a cobertura vacinal do grupo prioritário seja de pelo menos 90%. "Está sendo cobrado de todos os municípios, pelo Ministério da Saúde, a vacinação de 90% de cobertura do grupo prioritário. Estamos em 80% e atingiremos essa meta durante a semana. Temos hoje, em baixa, o grupo de gestantes e de crianças até 4 anos e 11 meses. Identificamos que os pais não levaram ao programa e abrimos uma politica ativa de ir até as creches e escolas para vacinar essas crianças. No caso das gestantes, estamos fazendo buscas em consultórios particulares", disse.

"As doses que ficarem abertas dessa população alvo serão disponibilizadas para toda a população. Não há nota oficial sobre o incremento das doses para atingir a população geral. Vai ser com esse total que a gente tem. Estamos dando ênfase para o grupo prioritário. As pessoas que procurarem as unidades de saúde serão vacinadas também. Não há incremento do Ministério da Saúde em relação às doses. Temos 28 mil doses hoje, que foram repassadas ao município e já aplicamos 23 mil doses, restando 5 mil doses para o público alvo. A partir do momento que essas pessoas não queiram, essas doses serão disponibilizadas para população em geral", esclareceu o secretário Municipal de Saúde.

Os postos que oferecem a vacina contra o vírus influenza são as unidades do Beira Rio; Gastão de Oliveira (Maria Leite); Luiz Fragelli (Universitário); Fernando Moutinho I e II (Cristo Redentor); Padre Ernesto Sassida (Dom Bosco); Humberto Pereira (N.Sra. de Fátima); Lúcia Maria Pereira I e II (Kadwéus); Popular Velha e Nova Corumbá. O funcionamento é das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30.

"Com a abertura do pronto atendimento do Breno de Medeiros e do Pedro Paulo II, as vacinadoras já foram disponibilizadas para o atendimento noturno. Essa vacinação também ocorre no período noturno nessas duas frentes", concluiu o secretário Rogério Leite. A vacinação do grupo prioritário foi prorrogada até o dia 09 de junho, mas se estenderá enquanto tiver dose.

Segurança
A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde em 2015 protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A vacina contra influenza é segura e também é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o ideal é realizar a imunização antes do início do inverno. O período de maior circulação da gripe vai do final de maio até agosto.

Prevenção
A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

É importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe - especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações - devem procurar, imediatamente, o médico. Os sintomas da gripe são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.