Economia

Em junho, comércio e serviços puxaram a geração de empregos no Estado

Fonte: Assessoria de Imprensa em 17 de Julho de 2017

No mês de junho o setor terciário de Mato Grosso do Sul foi o principal gerador de empregos, somando 1.089 novas vagas. Apesar disso, a diferença entre demitidos e admitidos, foi de somente 250 vagas, principalmente em função do saldo negativo nos setores da indústria e construção civil. Os dados são do Ministério do Trabalho - CAGED.

No comercio, foram geradas 412 vagas, com 4.728 admitidos e 4.316 demitidos. Já nos serviços, foram geradas 677 vagas, com 6.510 admissões e 5.833 desligamentos.

O resultado do comércio foi o melhor desde outubro de 2016 e para serviços o resultado mais positivo desde abril deste ano, uma vez que o setor já vinha obtendo resultados melhores.

Os resultados corroboram com a sondagem do IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS, que ouviu empresários do comércio. "Para alguns empresários, o Dia dos Namorados foi melhor que o Dia das Mães, possivelmente a liberação do FGTS contribuiu com estes resultados. Acreditamos que julho mais uma vez seja positivo", diz o presidente do IPF-MS, Edison Araújo.