Economia

Indicadores de endividamento e de inadimplência aumentam

Fonte: Assessoria de Imprensa Fecomércio/MS em 02 de Agosto de 2017

A PEIC (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), divulgada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) indica aumento nos índices de endividamento - ou seja, compromissos parcelados - e também de inadimplência, entre campo-grandenses.

Em julho, 59,3% dos entrevistados declararam que estão comprometidos com dívidas como: cheques pré-datados, cartões de crédito, carnês de lojas, empréstimo pessoal, prestações de carro e seguros, frente a 52,9% em junho.

Dos endividados, 35,8% estão com contas em atraso, frente 28,5% em junho e o índice dos que declaram que não terão condições de pagar subiu de 13,9% a 17,5%.

"Embora existam indícios de recuperação da economia, o momento ainda é de cautela, já que 62% dos que têm contas em atraso já estão com mais de 90 dias de pagamento vencido", observa o presidente do Instituto de Pesquisa da Fecomércio-MS (IPF-MS), Edison Araújo.