Saúde

Município realiza ações em bairros com índice alto de infestação de Aedes

Fonte: Da assessoria PMC em 08 de Setembro de 2017

CCV está realizando ações de prevenção à dengue nos bairros com maiores índices.

Renê Marcio Carneiro/PMC

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Controle de Vetores (CCV), emitiu o quinto Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2017. Apesar do período seco, o índice está acima do desejado, 2,6% no Município. O número é considerado situação de alerta de risco para possível epidemia de dengue no próximo verão, conforme o Ministério da Saúde. Por isso, o CCV está realizando ações de prevenção à dengue nos bairros com maiores índices de infestação.

O bairro Nova Corumbá está com índice de infestação predial (IIP) muito elevado, 9,17%, logo em seguida vem o Jardim dos Estados, com 6,8%. Os bairros Dom Bosco e Cristo Redentor apresentaram 5,71% e 5,56% respectivamente. O Popular Velha teve 4,88% no índice, enquanto o Popular Nova 4,26%. Nos três bairros com mais casos de infestação do Aedes aegypti, o maior problema está nos reservatórios em nível de solo e nos pequenos depósitos acumuladores de água, geralmente espalhados pelo quintal ou esquecidos dentro da própria casa. Apresentaram também infestação do mosquito os bairros Guatós (2,67%), Centro América (2,5%), Guarani (2,04%) e Aeroporto (1,05%).

Com o resultado, o Centro de Controle de Vetores estabeleceu cronograma de ações de prevenção à dengue. No dia 05 de setembro, foi realizada retirada de material no quarteirão onde foi encontrada larvas positivas e suas mediações no Nova Corumbá, com foco na lavagem de caixas d'água com hipoclorito. No Jardim dos Estados, a mesma ação aconteceu no dia 06 de setembro, com notificações de imóveis positivos para larvas do mosquito. Já no Dom Bosco, a ação acontecerá no dia 12, próxima terça-feira, das 07h às 11 horas. Nesses três bairros, palestras de educação em saúde sobre o alto índice de infestação entrou também na programação.

Ações para evitar proliferação do mosquito Aedes aegypti
O mosquito Aedes aegypti é o responsável pela proliferação não apenas da dengue, mas também da chikungunya, zika e febre amarela. Para evitar que o mosquito se prolifere, são necessários cuidados básicos dentro de casa e nas empresas, mesmo em período seco.

Garrafas que estejam em quintais devem ser guardadas de cabeça para baixo. Recipientes de alimentos já consumidos como potes de sorvete, margarina, requeijão, latas e garrafas de refrigerante, por exemplo, não podem ser jogados nos quintais, mas devem ser ensacados para o lixeiro levar. Baldes, piscinas, tonéis e caixas d'água devem ser bem tampados, no mínimo com telas. Os pratinhos de plantas devem ser preenchidos com terra e a água da chuva não pode ficar armazenada na laje da propriedade. As calhas dos canos devem ser constantemente limpas.