Cultura

Secretário de Cultura e Cidadania retira da delegacia obra apreendida

Fonte: Assessoria de Imprensa FCMS em 16 de Setembro de 2017

A obra "Pedofilia", da exposição "Cadafalso", apreendida pela Polícia Civil de Mato Grosso do Sul durante exposição no Marco (Museu de Arte Contemporânea), no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, foi retirada da delegacia no final da tarde desta sexta-feira (15) pelo secretário de Cultura e Cidadania do Estado, Athayde Nery.

O delegado Fábio Sampaio, responsável pela condução da ocorrência entendeu que o secretário Athayde Nery deverá ser fiel depositário da obra.

A condição de fiel depositário impõe ao secretário o dever de guardar a obra e impedir a sua exposição, não podendo ser devolvida à autora, salvo decisão judicial.

Nota de Esclarecimento
O Secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, vem à publico esclarecer os fatos acerca da exposição da obra "Cadafalso" da artista Alessandra Cunha no Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (MARCO-MS). Ele se fundamenta nos seguintes diretrizes:

1- Toda e qualquer obra que vai ser exposta no Museu de Arte Contemporânea é submetida a um edital e passa pelo crivo de curadores devidamente escolhidos e especializados na área de artes visuais. Estes curadores analisam a obra e o artista.

2- Todos os cuidados foram tomados no sentido de haver monitoramento e acompanhamento de professores para a visitação do público a esta obra hoje exposta no MARCO.

3- O MARCO é um espaço de reflexão e diálogo das mais diversas manifestações.

A Secretaria de Estado de Cultura e Cidadania sempre dará total apoio à liberdade de expressão.