Economia

Estudo do IPF mostra que consumidor ainda não reagiu à queda dos preços e dos juros

Fonte: Assessoria de Imprensa Fecomércio/MS em 17 de Setembro de 2017

A Pesquisa Conjuntural do Comércio e Serviços do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF-MS), que avalia dados do IBGE, além de sondagem própria feita junto aos empresários mostra que no mês de julho o consumidor ainda não havia reagido à queda da inflação e da taxa SELIC.

Houve redução tanto na receita do comércio de bens, quanto no setor de serviços. Paralelo aos dados de vendas, o IPF-MS também consultou 89 empresas da Capital entre 14 e 31 de agosto e 47,19% avaliaram o mês de Julho como bom, com destaque os que atuam em óticas e relojoarias e segmento de vestuário.

Além disso, 46,15% das empresas pesquisadas detiveram lucro nesse período, 15,38% atuaram no vermelho e 26,92% conseguiram apenas cobrir as despesas e custos.