Polícia

Assassinato de Guarda Municipal pode estar ligado a uma rixa antiga devido a multa de trânsito

Fonte: Da Redação em 21 de Setembro de 2017

Reprodução Facebook

A morte do Guarda Municipal Carlos Henrique Freitas Silva de 38 anos, ocorrida na manhã dessa quinta-feira (21), por volta das 05 horas em um bar na esquina das ruas Sete de Setembro e Duque de Caxias, segundo a informação de parentes da vítima, o assassino tinha uma rixa com Carlos Henrique após ser autuado em uma multa de trânsito a dois anos atrás.

André Luís Lima Sigarini de 37 anos, deu dois tiros no GM que chegou a ser levado para o Pronto Socorro, mas veio a óbito. André Luiz alega que houve um desentendimento no banheiro na parte interna do bar. O caso está sob investigação da Polícia Civil.

CAPTURA DO ASSASSINO
Policiais militares forma acionados para averiguar o caso, já no Pronto Socorro, onde foram informados da morte da vítima, em contato com familiares, os agentes foram avisados que o assassino havia fugido em um veículo Fiat Uno de cor branca.

Durante perseguição ao acusado, os policiais receberam informações sobre o possível endereço do indivíduo. Após localizarem a moradia, os militares conseguiram detê-lo, ele não apresentou resistência e assumiu sendo o autor do crime.

Durante a revista nada de ilícito foi encontrado, porém o elemento informou que havia se desfeito da arma de fogo em via pública enquanto se evadia do local do delito. Já no local referido pelo autor, nada foi encontrado, então ele acabou dizendo que a arma estava mesmo na sua casa.

Dentro do imóvel foi localizado em cima do guarda-roupa um revólver de cal.38, especial, com capacidade para 06 tiros e 03 munições intactas cal.38. O autor juntamente com a arma de fogo e as munições foram encaminhados até a delegacia de polícia para providências. E o carro utilizado pelo auto para se evadir do local do delito, também foi entregue na delegacia para providências. (Com informações do 6ºBPM)