Agronegócios

Feapan realiza leilão de 200 touros nesta sexta-feira em Corumbá

Fonte: Assessoria de Imprensa em 22 de Setembro de 2017

Arquivo

A Feapan (Feira Agropecuária do Pantanal), em Corumbá, abriu a programação de leilões nesta quinta-feira, com a comercialização de mil cabeças de gado de cria, recria e engorda no tatersal do Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros, cujas vendas superaram as expectativas diante das condições do mercado e reflexos da crise econômica. Para esta sexta-feira, acontecerá o esperado leilão de 200 reprodutores nelore de alta linhagem.

A venda de mil animais na quinta-feira, entre vacas, garrotes, novilhas e bezerros, foi uma prévia do que será a comercialização este ano na Feapan. Os arrebates mostraram a nova tendência do mercado e vacas e bezerros foram vendidos, em média, por R$ 1.100, enquanto um lote de garrote foi fechado em R$ 1.220. Para o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Leite, o resultado final do leilão foi satisfatório.

Adaptados ao Pantanal
Nesta sexta, acontecerá um dos leilões mais concorridos, o de touros PO, com oferta de 200 animais procedentes da Embrapa Pantanal e dos criatórios da Nelore Digenio, Roberto Castro Cunha, Ari Basso, Dirceu Miguéis, Arlindo Pavan e Mercy Roberto Vilela. No sábado, a 22ª edição do leilão de 40 cavalos pantaneiros oriundos dos criatórios de Corumbá e Campo Grande e também de Poconé, Cáceres e Cuiabá, no Mato Grosso.

A Embrapa Pantanal participa com nove touros de elite, animais provenientes da Fazenda Nhumirim. Segundo a pesquisadora em reprodução animal da Embrapa, Juliana Borges, os touros ofertados são classificados pelo Geneplus/Embrapa - programa de melhoramento genético de gado de corte. "Procuramos produzir animais equilibrados e harmoniosos, adaptados ao sistema de produção do pantanal", explicou a pesquisadora.

Segundo o chefe Embrapa Pantanal, Jorge Ferreira de Lara, a participação da unidade neste evento tão significativo para a região vem ao encontro da missão da empresa, que é gerar tecnologia e levar esse conhecimento até o produtor. "A feira é uma oportunidade de mostrar os nossos produtos, divulgar nossas ações e aproximar cada vez mais os pantaneiros da instituição. A nossa meta é aumentar nossa participação dentro do evento", anunciou.

A tradicional Feapan, aberta no dia 20, conta com o apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Corumbá, e segue até este domingo, com portões abertos.