Educação

Império do Lego é a grande campeã do Interclasse de Robótica da Escola do Sesi de Corumbá

Fonte: Assessoria de Imprensa Fiems em 25 de Setembro de 2017

A equipe Império do Lego, formada por alunos da 2ª série do Ensino Médio, foi a grande campeã da 4ª edição do Torneio Interclasse de Robótica da Escola do Sesi de Corumbá, realizado na sexta-feira (22/09) e no sábado (23/09). A competição reuniu oito times formados por alunos do 6º ano do Ensino Fundamental a 2ª série do Ensino Médio e faz parte do torneio promovido anualmente pelas sete escolas do Sesi em Mato Grosso do Sul, que começou no dia 12 de agosto pela Escola do Sesi de Aparecida do Taboado e termina no próximo dia 30 de setembro na Escola do Sesi de Maracaju, sendo um aquecimento para que os alunos possam se preparar para competições nacionais e internacionais de robótica da FLL (First Lego League).

Segundo a diretora da Escola do Sesi de Corumbá, Mirian Correa da Silva de Jesus, o tema proposto pela FLL este ano é "Hydro Dinamics: O que poderia se tornar possível quando compreendemos o que acontece com a nossa água?". "O torneio de robótica é um momento pelo qual os alunos aguardam ansiosamente. É sempre um momento de muita alegria e diversão. Os alunos trabalham as pesquisas e os projetos dos robôs para esse torneio e ficam muito ansiosos. É muito gratificante para nós vermos todo o desenvolvimento dos projetos, os trabalhos em equipe, o desenvolvimento das habilidades", afirmou.

A equipe vencedora do 4º Torneio Interclasse de Robótica, Império do Lego, ainda prestou uma homenagem à Dona Darci, ex-funcionária do Sesi que trabalhou por 40 anos na instituição e morreu no ano passado. Ela também ajudou a fundar a Escola de Samba Flor de Abacate, de Corumbá.

Para a homenagem, os alunos realizaram uma pesquisa biográfica sobre Dona Darci e utilizaram a vida dela como tema da equipe.

A competição
A competição tem quatro etapas e os alunos são avaliados nas categorias: Projeto de Pesquisa, Core Values, Design do Robô e Desafio do Robô realizados no tapete oficial do torneio. No Projeto de Pesquisa, os alunos devem apresentar uma solução inovadora em conformidade com o tema da temporada do torneio, enquanto no Core Values eles são submetidos a uma atividade em grupo para que os juízes analisem se os valores do torneio foram contemplados - trabalho em equipe, competição amigável e aprender divertindo-se.

Já no Design do Robô a máquina criada pelos alunos para realizar as missões do tapete do torneio é avaliado nos seguintes quesitos: desenho mecânico, estratégia e inovação na programação. No Desafio do Robô, as máquinas são projetados e programados pelos membros da equipe para executar uma série de tarefas, ou missões, durante partidas de 2 ½ minutos em uma mesa de competição que reflete o tema do mundo real para aquela temporada.

A equipe Império do Lego, formada por alunos da 2ª série do Ensino Médio, foi a grande vencedora da competição ao faturar as categorias Design de Robô e Desafio de Robô. Já a equipe Aquarius venceu a categoria Projeto de Pesquisa, enquanto o Robot Circus ganhou na categoria Core Values.

Repercussão
De acordo com o aluno Adilson Correa da Silva, mentor da equipe Império do Lego, o time apresentou o uso da folha de Sete Copas para melhorar o PH da água. "É um projeto que pode ser utilizado piscicultores, que podem substituir motores caros, que são utilizados para oxigenação da água, por folha de Sete Copas, que têm potencial hidrogeniônico, ou seja, que aumenta o hidrogênio da água. Para essa apresentação, os alunos precisaram se dedicar intensamente à pesquisa e foi muito enriquecedor participar disso", afirmou o estudante.

Na avaliação da aluna da 1ª série do Ensino Médio, Juliana da Silva Martins, o torneio foi muito interessante e criativo. "O evento foi muito animado e organizado. Espero que tenhamos mais momentos como esse", disse. Já o analista técnico Murilo Augusto de Oliveira Junior, que foi juiz da competição, destacou a cooperação e o clima de amizade entre as equipes.

"Estou impressionado com a maneira que os alunos interagem. Os projetos têm proposta de intervenção e melhorias para a comunidade e os=s alunos conseguiram desenvolver atitudes saudáveis e valores imprescindíveis para o convívio em sociedade. A energia é contagiante! Por diversas vezes ouvi de colegas que os mesmos estavam arrepiados de tanta emoção", afirmou Murilo.

Também juíza do torneio, a analista técnica Juliana de Alencar Nicolau comentou sobre o progresso dos alunos. "A robótica, tecnologia e empreendedorismo, presentes na proposta educacional do Sesi contribuem significativamente para o despertar de jovens atuantes na sociedade", completou.