Política

Aprovar investigação contra Temer é prioridade da Câmara diz pedetista

Fonte: Da Assessoria em 02 de Outubro de 2017

O deputado Dagoberto Nogueira (PDT) espera que a Câmara aprove o andamento das investigações contra Michel Temer por formação de quadrilha e obstrução da Justiça. O presidente e seus aliados imediatos devem responder pelos crimes e deixarem a Presidência da República. O grande "quadrilhão do PMDB" e suas maldades contra o país estão enterrando ainda mais o país na grave crise econômica e política. Essa é a pauta principal da Câmara nesta semana (03-05 de Outubro) e as outras votações devem acabar indo para um segundo plano.

"São malas com milhões de Reais, telefonemas e encontros nada republicanos e uma infinidade de indícios que comprovam os crimes. O Brasil não aguenta mais tanta corrupção. Espero que a bancada do Mato Grosso do Sul e dos outros estados honrem a Constituição e aprovem o andamento das investigações. Não podemos prevaricar ao deixar de cumprir essa importante determinação da Procuradoria-Geral embasada por provas dos mais diversos órgãos do governo. Vamos afastar Temer e batalhar para colocar o país nos trilhos novamente", afirmou Dagoberto.

Nesta semana a comissão de Constituição e Justiça da Câmara começará a analisar o pedido da Procuradoria. Depois de votar o relatório da Comissão, a denúncia contra Temer será referendada no Plenário. A expectativa é de que a votação final seja feita até o fim deste mês de outubro.

Ainda nessa semana, se houver consenso entre os líderes partidários, a Câmara e o Senado tentarão avançar com alguns pontos da reforma política. Na Câmara, a expectativa é de votar a formação de um fundo eleitoral público para financiar as eleições. A medida garantirá recursos para que a democracia não fique sujeita a interferências indevidas de empresários que enxergam em parlamentares meros "despachantes" para as suas demandas políticas no Congresso.