Geral

TREM DO PANTANAL

Fonte: Dílson Fonseca em 08 de Outubro de 2017

O descaso e a estação que já foi nova hoje está em ruina, até um muro estava surgindo no seu pátio, para esconder o que? Será a vergonha da destruição?

CC

"Enquanto esse velho trem, atravessa o pantanal...", composição de Geraldo Roca e Paulo Simões eternizada pela voz de Almir Sater, onde hoje poderia ser acrescentada a essa música "atravessava o pantanal". Pois não temos mais a beleza do velho trem, diga-se de passagem, além de contemplar a beleza do pantanal pela janela do trem, era necessário para as famílias que dependiam dessa locomoção para chegar a cidade e que também iam para outras cidades desse nosso Mato Grosso do Sul de 40 anos.

Mas tudo isso apenas ficou no passado, onde estão os vendedores, que tiraram o seu sustento quando o trem parava nas pequenas localidades e lá estavam eles, como peixe frito, manga, limão, bolo, enfim tudo que podiam vender para os passageiros? Onde estão? Os charreteiros e carroceiros que estavam pontualmente na estação para levar cargas e passageiros. Onde estão? Os carregadores de bagagem que estavam sempre pronto a ajudar. Pois é meus amigos, onde estão todos? Onde estão os condutores de trem? Sempre impecáveis com suas roupas. Onde estão? Quem dependia do trem do Pantanal e que o amava incondicionalmente.

O trem do Pantanal se foi, se foi, se foi, se foi, e hoje as nossas estações a chamada estação velha que está quase sucumbindo pela ação do tempo e do descaso e a estação que já foi nova hoje está em ruina, até um muro estava surgindo no seu pátio, para esconder o que? Será a vergonha da destruição?

"O povo lá de casa espera que eu mande um postal..." pois o trem ficou só nas fotos e vídeos...