Política

Sérgio Cabral virá para presídio federal de Campo Grande, diz portal

Fonte: Marta Ferreira/CGNews em 24 de Outubro de 2017

Ele está preso no Rio de Janeiro desde novembro do ano passado e em decisão de ontem foi determinada a mudança para o sistema penal federal.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, vai ser transferido para Campo Grande, segundo informação publicada pelo portal de notícias Uol. Decisão de ontem da Justiça determina que Cabral seja transferido para uma das unidades de segurança máxima do sistema penal federal e a de Mato Grosso do Sul foi escolhida, segundo a informação do portal.

A escolha, segundo divulgado, foi em razão de a unidade de Campo Grande ter uma ala separada para chefes do crime organizado. De acordo com o Uol, a opção por Campo Grande foi feita pelo diretor-geral do Depen (Departamento Nacional do Sistema Penitenciário), Jefferson de Almeida, embora ainda não tenha havido a notificação da decisão judicial.

A determinação de transferência é do juiz responsável pelas ações em 1ª instância da Operação Lava Jato no Rio, Marcelo Bretas que, em ofício ao Depen, pediu que o órgão informasse, em até 24 horas, "o estabelecimento penitenciário federal adequado para o recebimento do custodiado".

As opções seriam Campo Grande, Mossoró (RN), Catanduvas (PR) e Porto Velho (RO). A defesa de Cabral, ainda segundo o Uol, afirma que a decisão é arbitrária e entrou com um recurso para manter Cabral no Rio, que deve ser julgado nesta terça pelo TRF.

Preso em novembro passado, o ex-governador ficou no Complexo de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio, e hoje está na Cadeia Pública Frederico Marques, localizado no bairro de Benfica, zona norte da capital fluminense.

A transferência foi pedida pelo do MPF após Cabral ter mencionado, durante interrogatório realizado hoje na 7ª Vara Criminal, informações pessoais a respeito de Bretas. De acordo com a explicação do juiz, a medida se justifica no decreto que regulamenta a lei sobre a transferência para estabelecimentos penais federais de segurança em casos de "justificada situação de extrema necessidade", como a de Cabral.

O presídio de Campo Grande foi inaugurado em 2006, tem 208 vagas e está situado na saída para São Paulo, próximo do antigo lixão da cidade. Já abrigou presos famosos, como por exemplo Fernandinho Beira-Mar. As regras são mais rígidas. Nos presídios federais, os presos passam 22 das 24 horas do dia sozinhos nas celas, motivo de reclamação dos defensores.