Política

Negociatas de Temer funcionam novamente

Fonte: Da Assessoria em 26 de Outubro de 2017

A Câmara recusou nesta quarta-feira (25) pela segunda vez o andamento das investigações contra o presidente Michel Temer e seus ministros mais próximos. Com 251 votos a 233, 12 a menos do que na primeira denúncia, o Plenário acompanhou o relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ainda mais dispersa e exigente, a base aliada de Temer deve continuar pressionando o governo na direção de retrocessos. Governo acuado, Brasil em crise.

Para o deputado Dagoberto Nogueira (PDT), autorizar as investigações era obrigação dos parlamentares. "Precisamos passar o Brasil a limpo e dar um basta à corrupção. Esta segunda denúncia é sólida e os crimes precisam ser investigados. Infelizmente mais uma vez as negociatas de Temer convenceram a maioria. A população do Mato Grosso do Sul não pode esquecer daqueles que estiveram ao seu lado neste momento determinante", afirmou Dagoberto.

O resultado deu fôlego politico para Temer que só terá que responder pelas acusações depois de deixar o mandato. Até lá, o desmonte social e as políticas entreguistas devem continuar dominando a pauta governista.