Educação

Corumbá leva 1° lugar em duas categorias classificadas no prêmio Agrinho

Fonte: Da assessoria PMC em 27 de Outubro de 2017

Premiação aconteceu em Campo Grande.

Divulgação

Os alunos de Corumbá classificados no concurso do Programa Agrinho 2017 foram premiados na tarde desta quinta-feira, 26 de outubro. Das três categorias o município pantaneiro levou 1º lugar em duas delas. A cerimônia foi realizada em Campo Grande.

O aluno Matheus de Oliveira Santos, da Escola Municipal Pedro Paulo de Medeiros, ficou em 1° lugar na categoria Redação (6° ano). A professora orientadora foi Belkiss Bejarano dos Santos. Narjara Catherine de Arruda Areco, da Escola Municipal Cássio Leite de Barros, levou a primeira colocação na categoria Redação (9° ano). Foi orientada por José Gomes Pereira.

A aluna Miriam Tássio Simão, da Escola Municipal José de Souza Damy, foi premiada em quinto lugar na categoria Desenho (1° ano) com orientação da professora Ana Paula Amaral. Todos os alunos e professores receberam prêmios. Com o tema ‘Cultivando saúde, colhendo qualidade de vida', foram inscritos, em 2017, 2.607 trabalhos. Atualmente, o projeto alcança 185 mil estudantes e 8 mil professores de 498 escolas públicas de 57 municípios do estado.

"Hoje Corumbá é o maior município atendido pelo Agrinho. Essa parceria vem dando certo Estamos de parabéns, no primeiro ano que participamos já tivemos esse resultado. Para o próximo ano vamos trabalhar mais para ganharmos mais prêmios com os professores. Foi uma grande experiência", observou o subsecretário Municipal de Indústria, Comércio e Produção Rural, Luciano Leite. A secretaria Municipal de Educação, Maria Eulina Rocha dos Santos, também participou da cerimônia de premiação.

Durante todo o calendário letivo, o programa permitiu a formação continuada para professores e coordenadores do ensino fundamental, por meio de um material exclusivo que contempla toda a regionalidade com objetivo de agregar valores e potencialidades presentes no estado, destacando o território cultural, ambiental, econômico e geográfico, fundamentais para o fortalecimento do sentimento de pertencimento às raízes sul-mato-grossenses. Com informações da Assessoria de Imprensa da Famasul.