Geral

Morre Irineu Vobeto, empresário que marcou o setor de transportes de MS

Fonte: Osvaldo Júnior/CGNews em 29 de Outubro de 2017

Empresário Irineu Vobeto, falecido neste sábado (Foto: Reprodução Facebook)

A compra de um Ford F-700 em 1977 foi o marco inicial de uma história empreendedora, interrompida, inesperadamente, neste sábado (29), com o falecimento do empresário Irineu Vobeto, 61 anos. Além da contribuição para o setor de transportes, Vobeto atuou em outras frentes, recebendo prêmios por iniciativas ligadas à cidadania.

Nascido no dia 1º de dezembro, em Pato Branco (PR), Irineu Vobeto cresceu como empresário em Campo Grande. Aos 21 anos, quando ainda era estudante de Economia, ele comprou um caminhão Ford F-700 depois de trabalhar por algum tempo em uma transportadora de móveis, de acordo com histórico, disponível na página da Vobeto Transportes, a empresa de Irineu.

Com o caminhão, ele foi extrair madeira no Pará. Terminando de pagar o veículo, retornou a Mato Grosso do Sul e com outro caminhão, o de seu irmão, criou, em 1981, a Vobeto Transportes. Tinha, então, 35 anos.

A frota crescia no ritmo exigido pelo empreendedorismo de Irineu Vobeto. Em 1989, oito anos depois de iniciar a empresa, já tinha 11 carretas; em 1993, eram 16; em 2002, subiu para 47; após dois anos, eram 66 veículos; em 2005, a frota chegava a 77 carretas; em 2007, somava 131; atualmente, passa de 300.

A disparada do negócio se relaciona à diversificação de segmentos atendidos. Conforme o histórico, publicado no site da empresa, a Vobeto Transportes escoa vários produtos, como cimento, óleo, adubos, fertilizantes, etc.

Além da visão empresarial, Vobeto também demostrava preocupação social. A empresa de Vobeto foi uma das primeiras a adotar o programa federal "Na mão certa", iniciativa contra a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias do Brasil. Com as ações sociais, a transportadora recebeu vários prêmios de empresa cidadã.

Por sua atuação dentro e fora do setor de transportes, Irineu Vobeto recebeu, no ano passado, o título de cidadão campo-grandense.

Notas de pesar - O falecimento do empresário foi comunicado e lamentado por entidades do setor de transportes em notas de pesar. "É com grande consternação que o presidente da NTC&Logística, José Hélio Fernandes, em nome de sua diretoria, juntando-se ao sentimento da Fenatac, Fetcesp, Setcesp e das demais entidades do setor em seu triste sentimento de perda, comunica o prematuro e inesperado falecimento de seu Vice-Presidente Extraordinário para o Transporte de Granéis e Sólidos, Irineu Vobeto", afirma nota da NTC&Logística ((Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística).

"Grande empresário, Vobeto era casado, tinha duas filhas e era natural de Pato Branco (PR), mas adotou o Mato Grosso do Sul como sua terra e em 2016 recebeu o título de cidadão campo-grandense", diz trecho de nota da Setlog-MS.

Ao Campo Grande News, o presidente da Setlog-MS, Claudio Cavol, comentou sobre o falecimento de Vobeto. "É uma perda irreparável para o setor de transporte. Ele foi um líder muito importante não só para Mato Grosso do Sul, mas para o país".

O corpo do empresário está sendo velado até as 17h deste domingo, no cemitério Parque das Primaveras, na Avenida Filinto Muller, 2211, no Jardim Parati, em Campo Grande. Depois seguirá para São Paulo, onde será cremado.