Geral

Ruiter Cunha de Oliveira, uma vida dedicada à carreira pública

Fonte: Assessoria de Imprensa PMC em 01 de Novembro de 2017

Ruiter estava em seu terceiro mandato como prefeito de Corumbá.

Divulgação

Filho de Leir Cunha e Oswaldo de Oliveira (o saudoso e popular Rolinha), Ruiter Cunha de Oliveira nasceu em 24 de janeiro de 1964, viveu a infância e a adolescência em Corumbá. O esforço e a dedicação dos pais proporcionaram-lhe a oportunidade de se mudar para o Rio de Janeiro-RJ, onde cursou o antigo segundo grau e a faculdade de Ciências Econômicas, na Universidade Federal Rural do Rio De Janeiro (UFRJ), formando-se em 1985.

Da capital fluminense, voltou determinado a construir uma carreira profissional no Mato Grosso do Sul. Em Corumbá, fez mais uma faculdade: Ciências Contábeis, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), concluindo o curso em 1994. Já em 2002, concluiu pós-graduação em Contabilidade Gerencial, Auditoria e Controladoria pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp).

Com vocação para o setor público, começou a carreira como agente tributário estadual e, em seguida, foi aprovado em concurso público para o cargo de Fiscal de Rendas (Auditor Fiscal), que começou a exercer em 1992. Na Secretaria de Fazenda do Estado, ocupou todos os cargos de carreira, como os de chefe de Agenfa e delegado de Fazenda em Corumbá, chegando a superintendente de Administração Tributária do Estado, em 2003. Também exerceu os cargos de secretário municipal de Finanças de Corumbá, entre 1993 e 1996, e assessor especial de Assuntos Estratégicos do Governo do Estado, em 2004.

Com destacada vivência religiosa e preocupação social, em particular com relação às camadas mais carentes de Corumbá, Ruiter ajudou a fundar, em 2001, o Centro Padre Ernesto de Promoção Humana e Ambiental (CENPER), tornando-se seu primeiro presidente e trabalhando pela continuidade das ações do Padre Ernesto Sassida e da Cidade Dom Bosco.

Em 2004, Ruiter candidatou-se pela primeira vez a ao cargo de prefeito de Corumbá, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), e foi eleito com 55%, iniciando sua gestão em 1º de janeiro de 2005. Depois de quatro anos de governo e com ampla aprovação popular, reelegeu-se prefeito pelo mesmo partido em 2008, com a maior votação percentual do Estado naquela eleição: 81,31% dos votos válidos.

Depois de quatro anos fora do Executivo corumbaense, em 2016 Ruiter foi eleito para o terceiro mandato, com 46,41% dos votos válidos, desta vez pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), com apoio do governador Reinaldo Azambuja. Ruiter era casado com Beatriz Cavassa e deixou dois filhos, Rafaela, 15 anos, e Rodrigo, 18.