Geral

Passageira flagra homem se masturbando em coletivo e fotografa para provar abuso

Fonte: Liziane Berrocal/TopMídiaNews em 02 de Novembro de 2017

Reprodução/Facebook

Vítima ficou envergonhada e passageira disse que motorista não fez nada

Uma passageira do transporte coletivo viveu uma situação vexatória em um ônibus da linha 063 que faz a linha Terminal Moreninhas - Aero Rancho, em Campo Grande. Um homem começou a se masturbar se esfregando em uma outra passageira. O caso aconteceu nesta terça-feira (31) por volta das 10h, e foi denunciado na noite de ontem.

Segundo ela o homem entrou e mesmo com o ônibus vazio ele resolveu ficar próximo aos bancos onde estava ela e logo a frente outra passageira. "Foi nojento, ele estava olhando a outra moça, e se masturbando, e ele começou a disfarçar e olhar para a janela. Eu fiquei nervosa, porque achei que não era o que estava pensando", afirmou sem acreditar que alguém poderia fazer aquilo.

"Quando eu vi que era aquilo mesmo, minha reação foi sim tirar fotos, mas deveria ter filmado, quem sabe assim teriam acreditado mais. Porque no ônibus teve quem dissesse que a reação foi exagerada", conta ela bastante constrangida com a situação.

Rafaella (nome fictício a pedido da denunciante), disse que ficou perplexa com o abuso. "Estava frio, ele com a blusa aberta e com a mão se mexendo. Quando eu tirei a foto, eu estava falando com uma amiga e ele pegou e fechou a calça rapidamente. Foi quando eu gritei para o motorista que ele estava abusando".

Mas o que mais deixou a jovem sem reação, foi a falta de ação tanto do motorista, quanto de outras mulheres, que consideraram a reação dela "exagerada", já que ele não teria tocado na outra mulher. "Lembrei do que aconteceu em São Paulo, quando um passageiro ejaculou na mulher e teve gente que não acreditou nela. Como eu presenciei, a moça que foi a vítima ficou sem reação e eu tentando acalmar ela, porque o que ele fez foi errado", contou.

Para ela, que já sofreu abuso sexual, o nojo e revolta falou mais alto. "Querem calar a gente, dizendo que a culpa é da vítima. E revoltou as outras mulheres dentro do ônibus. E uma senhora defendendo ele, que ele era de igreja. Mas vimos ele com tudo de fora quando ele falou que era porque usava cueca pequena".

"Ele me chamou de louca, disse que o zíper estava estragado, depois ele mesmo fechou. Disse que eu estava tirando fotos porque queria ver depois, para usar. Alegou que era para eu ir para a igreja. O motorista não deu a mínima e se não fosse as mulheres que tinha no ônibus, ele teria feito algo pior", afirmou sobre a postura.

O caso foi denunciado na página "Segredos do Busão" e a vítima falou com a reportagem sob condição de anonimato. A foto está com tarja para não constranger os leitores do TOPMÍDIA.