Política

Produtores rurais pedem extensão escolar no Assentamento São Gabriel

Fonte: Da Assessoria CMC em 06 de Novembro de 2017

Produtores do São Gabriel pedem extensão escolar para atender as crianças.

Divulgação

Os pequenos produtores rurais do São Gabriel estão reivindicando a implantação de uma extensão de escola da Rede Municipal de Ensino para atender as crianças residentes naquele assentamento. A alegação é que, diariamente, os alunos são obrigados a percorrer longa distância, acabam perdendo aulas, prejudicando a educação.

O assunto foi levantado pelo vereador Rufo Vinagre (PR) que, durante sessão da Câmara, entrou com um requerimento endereçado à secretária de Educação, Maria Eulina Rocha dos Santos, solicitando a instalação de uma extensão escolar no assentamento localizado às margens da BR 262.

O vereador lembra até tempos atrás, o assentamento contava com uma extensão escolar, mas acabou sendo desativada, e as duas escolas mais próximas ficam no Urucum, a Carlos Cárcano, ou no Distrito de Albuquerque, a Luís de Albuquerque. "Existem ônibus para o transporte das crianças. Mas, mesmo assim acabam chegando atrasados na escola, perdendo aulas, o que prejudica o aprendizado delas. Por isso o ideal seria uma extensão dentro do assentamento", pediu Rufo.

Esgoto
Em outra solicitação, o vereador do PR está solicitando à Prefeitura, a pavimentação de uma alameda existente na Rua Cuiabá, com rede de esgoto. Ele justifica que o pedido foi feito pelos próprios moradores da alameda, por meio de um abaixo assinado. "Eles pedem esta melhoria na alameda, que não tem nome, para solucionar um problema frequente que é o despejo de água servida direto na via, que acaba virando um lamaceiro, prejudicando a acessibilidade no local", explicou.

Em outros requerimentos endereçados à Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rufo solicita recuperação do sistema de iluminação pública da Alameda Dona Antônia, no Vitória Régia, já que a escuridão tem causado preocupação aos moradores, principalmente em relação à segurança; instalação de uma lixeira comunitária também no Vitória Régia, para que a comunidade possa dar destinação correta ao lixo.

Já à Agetrat, Rufo está reivindicando um redutor de velocidade em frente à Igreja São Francisco de Assis, localizada na Rua Cáceres, no Vitória Régia, para disciplinar o trânsito, evitando que os veículos trafeguem em alta velocidade.