Cidade

Confira a 2ª parte da pesquisa de consulta popular sobre a qualidade do serviço na área de saúde

Fonte: Da Redação em 12 de Novembro de 2017

Clóvis Neto/PMC

Dando sequência em uma série de pesquisas, "Consulta Popular", realizadas pelo Jornal Correio de Corumbá em parceria com a Gazzetta Sensus de Campo Grande, os números da segunda parte sobre a saúde no município, aponta o número insuficiente de médicos nos postos de saúde, a importância em priorizar aquisição de medicamentos e a grande dificuldade em marcar exames.

Além da saúde, outros temas como: Educação, Meio de Transporte, Política nacional e eleições 2018.

Cerca de 50 pesquisadores percorreram 12 bairros da cidade, onde cada entrevistador abordou 25 pessoas, totalizando 1250 entrevistados, a consulta foi realizada entre os dias 06 a 09 de Novembro.

Os bairros entrevistados foram: Nova Corumbá, Guanã, Guanabara, Guaicurus, Guarani, Popular Nova, Nossa Senhora de Fátima, Popular Velha, Centro América, Maria Leite, Dom Bosco e Universitário.

Na opinião do(a) senhor(a) há médicos suficientes nos postos de saúde da cidade?
Não (622) 49.76%
Sim (350) 28%
Não Sabe (278) 22.24%

Falta postos de saúde em Corumbá?
Sim (589) 47.12%
Não (576) 46.08%
Não Sabe (85) 6.8%

Como é o atendimento dos profissionais de saúde (enfermeiros, técnicos de enfermagens, atendentes) nos postos?
Bom (479) 38.32%
Regular (446) 36.68%
Ruim (157) 12.56%
Péssimo (101) 7.08%

Ótimo (67) 5.36%Na sua opinião no bairro do(a) senhor(a) o número de agentes de saúde é suficiente?
Não (556) 44.48%

Sim (534) 42.72%
Não Sabe (160) 12.8%

O que deve ser prioridade, na opinião do(a) senhor(a) em relação a saúde?
Medicamentos (605) 48.40%
Funcionários de saúde (enfermeiros, técnicos, atendentes, agentes de saúde) (237) 18.96%
Médicos (235) 18.80%
Mais postos de saúde (173) 13.84%

Em relação a marcação de exames, como o(a) senhor(a) avalia esse serviço?
Péssimo (946) 75.68%

Ruim (198) 15.84%
Regular ( 81) 6.48%
Bom (23) 1.84%
Ótimo (02) 0.16%