Política

“É preciso decidir se o partido é um puxadinho do PMDB”, diz tucano cabeça preta

Fonte: Brasil 247 em 13 de Novembro de 2017

"O PSDB é um partido ideológico, programático, com responsabilidade fiscal, preocupado com as reformas ou um partido que está no toma-lá-dá-cá da política tradicional, como um coadjuvante do PMDB, um puxadinho do PMDB, que está ali para ocupar cargos e conseguir emendas? É uma escolha", diz um dos expoentes dos "cabeças pretas" do PSDB, o deputado federal Daniel Coelho (PE).

Considerado comoavalia que a participação no governo Michel Temer desgasta o partido, tornando-o um "puxadinho" do PMDB e mais um integrante do "Centrão".
PUBLICIDADE

O deputado critica ainda a destituição de Tasso Jereissati promovida por Aécio Neves.

"Aécio cometeu erros que chegam até a falta de respeito e consideração com o partido. O fato de ser presidente não dá direito de fazer o que quer, da maneira que quer."

Coelho falou ainda sobre os rumos do partido.

"Coelho: Gostaria que o partido saísse hoje [do governo Temer]. Quando se fala em dezembro é porque a convenção vai definir o caminho do PSDB, mas era para ter saído 'ontem'. O PSDB é um partido ideológico, programático, com responsabilidade fiscal, preocupado com as reformas ou um partido que está no toma-lá-dá-cá da política tradicional, como um coadjuvante do PMDB, um puxadinho do PMDB, que está ali para ocupar cargos e conseguir emendas? É uma escolha. Se optar pelo caminho de manutenção dessa aliança será mais um partido daqueles que compõe o centrão, mais um coadjuvante da política. Mas se ele se afastar do poder e reafirmar seus princípios e posições ideológicas, ele vai ser protagonista na eleição." (As informações são de reportagem no Valor).