Política

MS prevê perda de R$ 500 milhões em 2017 de ICMS do gás natural

Fonte: Paulo Fernandes/Midiamax em 13 de Novembro de 2017

O governo de Mato Grosso do Sul prevê perda de meio bilhão de reais com as reduções nas importações de gás natural. O governador Reinaldo Azambuja falou à imprensa sobre o assunto durante agenda no Cepaer (Centro de Pesquisa e Capacitação da Agraer), em Campo Grande.

Principal produto na pauta de importação do Estado, o gás natural sofreu queda de preço e de compra. Azambuja falou sobre o assunto ao ser questionado sobre o impacto para os cofres públicos de um provável aumento na importação do gás boliviano.

"Se vier confirmar a importação acima dos limites dos 30 milhões, com certeza ajuda no fortalecimento, embora o preço, a precificação do gás, caiu muito, o dólar diminuiu de valores e o preço internacional caiu, mas ajuda com certeza a recuperar parte desse prejuízo que nós tomamos em 2017", disse.

"Se você olhar a perda no ICMS do gás este ano deve chegar perto dos 500 milhões de reais, que é perda que Mato Grosso do Sul terá pela diferença de bombeamento e de valores. Quando você recupera a perda de bombeamento, mesmo com valores menor, você vai recuperar um pouco mais a receita e diminuir as perdas à população de Mato Grosso do Sul", acrescentou.