Meio Ambiente

Pescadores são detidos e autuados em 4 mil reais por pesca predatória na Piracema

Fonte: Da Redação em 16 de Novembro de 2017

Divulgação/PMA

Dois indivíduos foram detidos em flagrante pela Polícia Militar Ambiental, pescando no período da piracema e utilizando petrechos proibidos, além disso, eles portavam arma sem documentação e pescado abaixo da medida permitida.

Na quinta-feira (15), o setor de inteligência da PMA recebeu uma denúncia os dois elementos estariam na estariam praticando pesca durante a piracema, com uso de redes de pesca.

Uma guarnição deslocou-se pelo rio Paraguai até as proximidades da região conhecida como "Bracinho", onde deteve os pescadores em uma embarcação, eles utilizavam redes de pesca e haviam capturados exemplares abaixo da medida permitida por lei, aos todo foram capturado 65 kg de pescado.

No barco tinha exemplar de pintado com 68 centímetros quando o permitido é de 85 centímetros, em sua maioria, os peixes apresentavam evidentes sinais de captura por rede. Na embarcação também havia um rifle calibre 22 e munições sem documentação que foram apreendidos.

Os infratores de 29 e 52 anos, residentes em Corumbá, receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Federal, juntamente com o material apreendido, para responder por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. Eles também responderão por porte ilegal de arma, que prevê pena de dois a quatro anos de detenção.

A PMA também autuou administrativamente os pescadores e multou em 2 mil reais cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas. O barco e um motor de popa foram também foram apreendidos. (Com informações da PMA)