Política

‘Lido com responsabilidade, não com popularidade’, diz Reinaldo sobre reforma

Fonte: Evelin Cáceres e Ludyney Moura/Midiamax em 29 de Novembro de 2017

Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) disse em evento nesta quarta-feira (29) não lidar com popularidade, mas com responsabilidade, ao ser questionado sobre a repercussão da reforma da previdência dos servidores estaduais.

"Estou muito tranquilo. Se tiver que encaminhar outros projetos impopulares para a Assembleia, eu vou encaminhar. Eu lido com responsabilidade, não com popularidade. Mato Grosso do Sul tem sido um dos poucos Estados a cumprir com as obrigações. Somos nós e outros seis Estados que cumprem. Os outros estão inadimplentes", ressaltou.

Para o governador, no futuro ‘quem atira pedras hoje' vai entender a importância das medidas. Além disso, Reinaldo citou a reforma administrativa, a PEC do teto dos gastos e a criação do fundo de responsabilidade fiscal como outras ‘medidas impopulares' que precisavam ser tomadas.

"O governo não pode titubear para tomar atitudes que tornem o Estado solvente. Não é a primeira medida que tomo para fazer com que o Mato Grosso do Sul seja um Estado que pague suas contas. A animosidade foi feita por questões políticas. O projeto apresentado dá segurança e estabilidade para o Estado", afirmou.

Sobre a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) ter afirmado que vai dar apoio ao Fórum dos Servidores ao questionar a matéria aprovada, Reinaldo disse que a medida é legítima.

"Existem também processos de aposentadoria milionários que poderiam ser investigados. Não é só no Estado. Isso nos tribunais, no Legislativo, em vários lugares. Tem que apurar", finalizou.
Evento

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) participou da solenidade de instalação da 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais da Seção Judiciária do Mato Grosso do Sul.

A presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), desembargadora federal Cecília Marcondes, fez a instalação da nova turma recursal.