Cidade

Abertura oficial do VI Fegasa teve aula-show de prato especial de feijão com pequi

Fonte: Da assessoria PMC em 30 de Novembro de 2017

Aula-show de encerramento do dia foi com o chef Ivan Achcar.

Renê Marcio Carneiro/PMC

A abertura oficial do VI Festival Gastronômico Sabores das Américas - Fegasa aconteceu na noite de quarta-feira, 29 de novembro, no auditório do Sindicato Rural de Corumbá. As aulas de gastronomia começaram à tarde, com a chef Dedê Cesco ensinando a fazer um puxadão de mandioca com queijo e paçoca pantaneira. Os chefs Paulo Machado, Fernando Mack e Ivan Achcar também participaram do primeiro dia do Fegasa. O festival é realizado pela Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal.

"O Fegasa está vindo com novo formato. Estamos com esse evento gastronômico maravilhoso e estou muito feliz. As aulas já começaram com sucesso e cremos que os outros dias também serão sucesso e com muitos inscritos. O Fegasa é todo beneficente. Para participar, os alunos doam uma lata de leite em pó para podermos doar à pediatria do hospital e o jantar do dia 1º de dezembro também é em prol da pediatria. O evento é totalmente social, onde a nossa intenção é ajudar o próximo. Estamos nos doando a este evento, fazendo tudo com muito carinho", afirmou Maria Marjú Azambuja Venturini, diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal.

Durante seu discurso, o prefeito Marcelo Iunes afirmou que para o ano que vem a programação dos eventos que vai movimentar o turismo em Corumbá será bem maior. "Vamos começar em fevereiro com o carnaval, estamos conversando com o Athayde Nery, secretário de cultura do Estado, para que em abril seja feito o Festival América do Sul. Em junho, temos a grande festa do São João. Conversando com parlamentares em Brasília, chegamos à conclusão que é inadmissível hoje Corumbá ser o segundo município com maior rebanho de gado, com quase dois milhões de cabeças, e fazer um festival muito pobre. Pretendemos fazer ano que vem um grande festival em agosto", afirmou Iunes.

Prosseguindo com o calendário de eventos, ele lembrou que o Festival Pantanal das Águas, de pesca internacional, vai retornar em outubro, juntamente com o festival de samba. "Em dezembro, junto com o Fegasa, vamos voltar com o Pantanal Extremo e então, a cada dois meses, Corumbá com certeza vai estar no cenário estadual, nacional e internacional, o que vai beneficiar empresários de diversos ramos da cidade", completou o prefeito.

Também participaram da abertura oficial compondo a mesa o deputado estadual Enelvo Felini, colaborador do evento; o vereador Domingos Albaneze, representante da Câmara de Corumbá; e o diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Luiz Mário Cambará.

Aula-show de encerramento
A última aula de gastronomia do primeiro dia do Festival foi com o chef Ivan Achcar, que deu um verdadeiro show na cozinha. Valorizando os ingredientes da região, ele apresentou o prato "Tachada de feijão com pequi". Proprietário dos restaurantes "Alma Cozinha" e "Alma Esquina", localizados em São Paulo, Ivan investe em descobrir e redescobrir sabores esquecidos do Brasil, como também em alimentos que vêm da miscigenação das culturas árabe e italiana.

Segue abaixo como se faz a tachada de feijão com pequi:
Ingredientes
2 kg de carne de sol de primeira dessalgada e cozida em cubos
0.4kg Paio em fatias
0.4kg Linguiça calabresa defumada em fatias
0,4kg Bacon em cubos
5 folhas de Louro
2maços Salsinha finamente picada
2 maços Cebolinha finamente picada
1maços Coentro finamente picado
1 kg Cebola em cubos pequenos
6 cabeças Alho
5 unidades Pimentão vermelho em cubos pequenos
5 unidades Pimentão verde em cubos pequenos
1 kg Tomate firme em cubos pequenos
Farinha de mandioca par acompanhar
Cachaça para flambada
4 maço Couve manteiga finamente fatiada
4 unidades Pimenta dedo de moça
Cominho em pó
Sal
1 L Óleo
1kg de feijão de corda ou fradinho
0.2 kg de manteiga
0,500 kg de polpa de pequi
Papel amluminio

Preparo
Cozinhe o feijão em agua e sal, e em um tacho aqueça o óleo e frite a carne, bacon e os temperos, adicione o feijão cozido, flambe com a cachaça e guarneça com a couve. Adicione um pouco de agua e cubra com papel alumínio.

Utensílios:
Tábua de corte, colheres de pau, de serviço, escumadeira e concha.
Boca de fogo grande (tipo industrial) ou fogareiro para tacho
Um tacho raso de aço ou cobre, ou de disco de arado ou paellera de pelo menos 80 cm de diâmetro ou até 1,20 m.

Programação do segundo dia
A quinta-feira, dia 30, está recheada de atividades. "Petit Gateau de Carne Seca" será apresentado às 09 horas, no CRAS I, com o chef Emerson Aguirre. À tarde, às 13h30, ocorre aula show de "Papas arrugadas ao molho romesco com urucum", com Paulo Machado, na Arena Gastronômica. No mesmo local, às 14h30, tem "Risoto entreverado de saltenha", com a chef Dedê Cesco.

Às 15 horas, ainda na Arena Gastronômica, vai acontecer a Feira do Produtor e, às 15h30, eleição do melhor prato do Circuito Gastronômico. Às 17h30, haverá apresentação com o mixologista Fábio Kojak, sobre "O mercado atual da coquetelaria no Brasil e suas possibilidades". O mixologista é o profissional que aplica técnicas da gastronomia no preparo de bebidas, trazendo para suas taças xaropes, caldas, espumas e outras criatividades. Às 18h30 tem "Peixe seco de varal" com o chef Eudes Assis e "Creme castanha do Brasil e aroma de baunilha do Cerrado" com Fernando Mack. A quinta-feira encerra com aula show de "Bacalhau no urucum da casa da fazenda", com Ivan Achcar.