Saúde

Supremo reconheceu a plena legalidade do Mais Médicos, diz Dilma Rousseff

Fonte: Jornal GGN em 30 de Novembro de 2017

A presidente deposta Dilma Rousseff publicou uma mensagem nas redes sociais, nesta quinta (30), comemorando o julgamento no Supremo Tribunal Federal que manteve as regras do Mais Médicos. "O STF tomou hoje uma decisão importante: declarou legais todas as regras do Mais Médicos, programa criado, em 2013, no meu governo", escreveu.

O programa foi criticado à época de seu lançamento pela dispensa de validação dos diplomas dos profissionais formados no exterior, mas a Corte manteve a regra, assim como as condições de contratação dos agentes que aderiram ao programa.

"Ao aprovar as regras do Mais Médicos, o STF decidiu a favor da população, pois o programa coloca médicos em unidades básicas de saúde nas periferias, no interior, na Amazônia e nos departamentos de saúde indígena. Se este direito não fosse garantido, o Mais Médicos seria praticamente extinto, porque não haveria médicos suficientes formados no Brasil para preencher as vagas do programa", afirmou DIlma.

"O nosso programa Mais Médicos permitiu que 18.240 profissionais de saúde brasileiros e estrangeiros atendessem 63 milhões de pessoas em 2015, a maioria pobres, que vivem longe dos hospitais.
Essa decisão atende aos legítimos interesses dos brasileiros mais vulneráveis. Agora, devemos pressionar o governo golpista para recuar da decisão criminosa de proibir a criação de cursos de medicina no Brasil por 5 anos", acrescentou.