Cidade

Beneficiados com o Casa Nova II contam o que sentiram ao receberem chaves dos apartamentos

Fonte: Da assessoria PMC em 20 de Dezembro de 2017

Renê Marcio Carneiro/PMC

As 200 famílias beneficiadas com apartamentos no conjunto Casa Nova II receberam as chaves das moradias na manhã desta quarta-feira, 20 de dezembro, na presença de diversas autoridades. O prefeito Marcelo Iunes e o governador Reinaldo Azambuja participaram da solenidade. Cerca de 800 pessoas estão sendo favorecidas com o empreendimento que teve construção iniciada na segunda gestão do falecido prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, em 2011. Cada unidade habitacional custa cerca de R$ 57 mil reais e para que fosse possível sua construção, o Município investiu cerca de R$ 2 milhões, enquanto o Governo Federal entrou com aproximadamente R$ 13 milhões. O conjunto foi construído através do programa Minha Casa Minha Vida/ PAC.

Para Luciane Andreatta, gerente de Habitação e Regularização Fundiária da Prefeitura de Corumbá, a principal palavra para descrever o momento é gratidão. "Gratidão a Deus, à Prefeitura, a todos que estiveram envolvidos nesse processo e às famílias que souberam entender o processo até aqui e que colaboraram. É um momento muito importante para nós também", disse a gerente. Conforme ela, a partir de agora as famílias vão se mudando aos poucos e será feito trabalho técnico social para companhamento e orientações. "O empreendimento já foi entregue para o síndico com uma comissão que trabalha junto com ele, já existe um escritório de contabilidade atendendo e eles já receberam todas as orientações, já estão caminhando quase sozinhos", afirmou Luciane.

O conjunto já está sendo administrado pelo síndico João Mendes Pedrozo, pela subsíndica Laura Franciele de Jesus Carneiro e pela comissão que vai ajudar na administração. Esses dois nomes foram aprovados pela Caixa Econômica Federal. Já a comissão é composta pela presidente Eleatrice Marina da Silva Santos, pela vice-presidente Míriam Contreras Couto e pela secretária Simone Salles de Carvalho. Como o conjunto beneficiou moradores de áreas de risco, não há pagamento pelo apartamento, apenas taxa de condomínio mensal para manutenção da área, como iluminação, capinagem, água para molhar a área verde, manutenção dos brinquedos e do Centro Comunitário.

"Já estou exercendo minha função de síndico ajudando o pessoal junto com a comissão que está me ajudando. A função é trabalhosa, sei que vai ser difícil um pouco no começo, principalmente por falta de prática. Mas estou com o compromisso de deixar o lugar em ordem porque sem comando não é bom. Vamos trabalhar para liderar isso aqui e orientar cada morador a zelar o conjunto e o apartamento. Espero que todos tenham consciência que vamos viver em família e que todos precisavam de uma moradia boa. Eu mesmo que fui beneficiado vou cuidar bem do meu apartamento. Nunca tive casa em meu nome, agora tenho", disse o síndico João Mendes Pedrozo.

A presidente da comissão, Eleatrice Marina da Silva Santos, também está muito satisfeita com o recebimento da chave. "Estou muito feliz. Até o presente momento Deus tem me ajudado. Foi uma luta árdua. Eu morava em área de risco, mas, apesar de todas as lutas, hoje me sinto feliz, apesar de a minha família estar distante. Estou agora com moradia própria e ganhei esse cargo de presidente do condomínio. Vou buscar parcerias para podermos zelar pela limpeza e por todo o local que é a ‘menina dos nossos olhos'", afirmou Eleatrice.

Dona Jamir Romero é aposentada. Aos 69 anos, trabalha voluntariamente como instrutora de bordado em projeto social. "Estou muito feliz. Era um sonho ir para uma casa própria. Eu esperei muito esse momento e vou tratar meu novo apartamento muito bem, vou tratá-lo com muito cuidado e conservá-lo bem. Espero que meus vizinhos tenham a mesma consciência e que sejam pessoas compreensivas, para vivermos em união, sem brigas. Nunca tive atrito com vizinhos e, por isso, espero que aqui seja a mesma coisa", afirmou a beneficiada.

Clóvis Araújo Bastos Filhos, 48 anos, aposentou-se depois de um acidente de trabalho que o deixou deficiente. Sem casa própria e vivendo em área de risco, ele não parou de sorrir ao receber a chave da nova moradia. "Estou feliz, esperava ganhar essa moradia há muito tempo. Graças a Deus que Ele me deu essa moradia e estou muito feliz. Eu moro em área de risco, mas consegui finalmente esse apartamento e vou cuidar muito bem dele", garantiu o morador.

Dona Maria Catarina dos Santos, de 61 anos, afirmou ter mudado bastante desde que soube que ganharia moradia própria. Ficou tão entusiasmada que disse ao filho que não vai levar nada velho para o novo apartamento. "Desde o momento que eu soube que iria ser contemplada com o Minha Casa Minha Vida fiquei muito feliz e minha autoestima mudou. Passei a me arrumar, porque andava desiludida, muito triste, achando que não ia conseguir, mas Deus é bom e me deu essa oportunidade Hoje sou uma mulher mais feliz, com sonho realizado porque ganhei hoje a chave e estou muito feliz. Agora é manter meu apartamento bem arrumadinho como eu sonhei. Quando eu trabalhava, eu via as casas bonitas das pessoas, ajeitadinhas, e eu sem a minha e daqui para frente vou ter meu sonho", finalizou Catarina.