Geral

“Data histórica”, decreta Reinaldo Azambuja ao sancionar lei que torna Perpétuo Socorro padroeira de MS

Fonte: Bruno Chaves/Subcom em 27 de Dezembro de 2017

Chico Ribeiro/Subcom

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro se tornou padroeira de Mato Grosso do Sul. A oficialização da santa da Igreja Católica como "protetora" do Estado ocorreu nesta quarta-feira (27.12), em cerimônia no Santuário que fica na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande. Autoridades civis e eclesiásticas participaram do ato, comemorado por milhares de fiéis. "É uma data história para o Estado e uma alegria muito grande, para mim, sancionar a lei que torna a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a padroeira e protetora de Mato Grosso do Sul", comunicou Reinaldo Azambuja.

Diz a história que cristãos deram o nome de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para Maria, mãe de Jesus, como forma de homenagem e agradecimento pela constante e perpétua atenção com a humanidade. Para a Igreja, o nome significa socorro eterno, de mãe que jamais abandona os filhos. Para a aposentada Maria de Jesus, de 72 anos, é a mãe "que abençoa todos aqueles que confiam nela". "Ela me salvou de um acidente, quando precisei e gritei o nome dela fui salva de um atropelamento. Já recebi muitas bençãos em horas difíceis", revelou.

Reitor do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo, o padre Dirson Ferreira Gonçalves revelou a satisfação de ver a santa como padroeira do Estado. "As novenas recebem pessoas de várias regiões de Campo Grande e até de outros municípios. É algo quase cultural. Ficamos muito felizes que a Mãe do Perpétuo Socorro, Nossa Padroeira, possa estar protegendo toda nossa população", declarou. Segundo ele, o Santuário foi erguido como igreja em 1939, ganhando o título de santuário em 1999.

Lei
A Lei n° 210/2017, de autoria do deputado estadual Paulo Siufi, instituiu a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira de Mato Grosso do Sul, acrescentando o dia 27 de junho, como data festiva de honras, no Calendário Oficial de Eventos do Estado. A data não será de feriado estadual. "É uma justa homenagem. Mato Grosso do Sul era o único dos 27 estados que não tinha uma padroeira, e a partir de agora, com a sanção do governador Reinaldo Azambuja, nosso Estado passa a ter Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira", falou o deputado Paulo Siufi. Outros 15 parlamentares são coautores da proposta de lei, entre eles o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Junior Mochi.

Dados da Igreja revelam que o Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, é o que mais realiza novenas no mundo inteiro: 18 todas as quartas-feiras, atraindo 25 mil pessoas por dia. Em Mato Grosso do Sul, a santa também é padroeira de cinco municípios: Antônio João, Bodoquena, Caracol, Itaquiraí e Sete Quedas.

Também participaram da solenidade os deputados estaduais Beto Pereira, Cabo Almi, Eduardo Rocha, Enelvo Felini, Felipe Orro, Márcio Fernandes e Onevan de Matos; os secretários estaduais de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, e de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis; e o diretor-presidente da Rádio e TV Educativas, Bosco Martins, além de vereadores e autoridades municipais de diversos municípios de Mato Grosso do Sul.